Compartilhe este texto

Mulher nua invade tapete vermelho de Cannes para protestar contra Rússia

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

20/05/2022 14h05 — em
Arte e Cultura



CANNES, FRANÇA (FOLHAPRESS) - Uma mulher anônima invadiu o tapete vermelho e ficou parcialmente nua minutos antes da estreia do filme "Three Thousand Years of Longing", de George Miller, no Festival de Cannes, nesta sexta-feira (20).

Ela pintou a bandeira da Ucrânia sobre seu peito e escreveu "parem de nos estuprar". Só de calcinha, ela ainda manchou o ventre com tinta vermelha sobre a calcinha, com marcas de mãos ensanguentadas na virilha.

Enquanto gritava palavras abafadas pela música alta e o barulho dos convidados e público ao redor, ela foi removida da área do Palácio de Festivais pelos seguranças do evento francês. "Stop war", ou parem a guerra, parecia estar entre as frases bradadas pela mulher.

Era possível ler a palavra "scum", ou escória, pintada em suas costas. Os seguranças foram rápidos e a cobriram com um paletó.

Jornalistas que estavam ao redor foram impedidos de filmar, mas as câmeras oficiais do Festival de Cannes chegaram a captar o momento e a exibi-lo dentro das salas de cinema que receberiam sessões de "Three Thousand Years of Longing". A programação do evento continuou normalmente depois do incidente.

Procurada por este jornal, a organização do Festival de Cannes ainda não comentou o ocorrido.



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Arte e Cultura

+ Arte e Cultura