Morre José Xavier Cortez, editor que começou como lavador de carros, aos 84

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

24/09/2021 13h05 — em Arte e Cultura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O editor José Xavier Cortez, fundador da Cortez Editora, morreu nesta sexta-feira (24) aos 84 anos, devido a um câncer em estágio avançado. A informação foi divulgada pela editora em suas redes sociais.

Cortez foi militar da Marinha, plantador de algodão e lavador de carros antes de começar sua carreira no mercado editorial. O ponto de partida foi uma banca de livros na PUC-SP, a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, onde se matriculou no curso de economia em 1966.

"Comecei a levar uns livros que os professores indicavam para vender aos alunos da faculdade. Em cima disso, eu ganhava uma comissão", relatou ele numa entrevista ao jornal Folha de S.Paulo de 2008. Com o tempo, os pedidos tanto da turma de economia como dos alunos de outros cursos aumentaram, daí a banca. "Era conhecido como o 'sacoleiro do livro"', disse na mesma ocasião.

Natural de Currais Novos, município do interior do Rio Grande do Norte, ele viu o negócio crescer ao oferecer títulos censurados pela ditadura militar que outras editoras temiam publicar. Fidelizou, assim, o público universitário intelectual que encontrava na instituição, parte fundamental da identidade da editora que viria a fundar em 1980.

A Cortez Editora surgiu, assim, especializada em textos de serviço social e de educação. Com um catálogo de mais de 1.300 títulos, ela atualmente tem uma grande quantidade de obras escritas por professores, pesquisadores e intelectuais brasileiros.

Com passagem pela direção da Câmara Brasileira do Livro, a CBL, Cortez teve a vida retratada no documentário "O Semeador de Livros", dirigido por Wagner Bezerra.

"Sua trajetória profissional e o seu empenho como grande incentivador do livro e da leitura é o expressivo legado que nos deixa, e foi com esse sentimento que a Cortez Editora cresceu, e é exatamente com esses valores que continuaremos a contar essa história", diz a nota de falecimento que a Cortez Editora publicou nesta sexta.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Arte e Cultura