Compartilhe este texto

Morre Barbara Gladstone, influente galerista de Nova York, aos 89 anos

Por Folha de São Paulo

17/06/2024 18h15 — em
Arte e Cultura



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Barbara Gladstone, marchand americana que construiu uma das principais galerias de arte de Nova York, morreu neste domingo (16), aos 89 anos, vítima de uma doença, em Paris. A morte foi confirmada pela assessoria de sua galeria, mas o tipo de enfermidade não foi informado.

Com unidades de sua galeria em Nova York, Bruxelas, Seul e Roma, Gladstone foi muito influente. Ela representou artistas hoje consagrados como Matthew Barney, Alex Katz, Keith Haring e Robert Rauschenberg, um dos principais da pop art.

Seu apreço pela arte começou num momento em que ela colecionava gravuras compradas por preços mais baixos do que outros tipos de obras de arte. Ela então procurou artistas que expunham em espaços alternativos, mas que não tinham representação comercial à época. Gladstone abriu sua primeira galeria em Nova York em 1980, quando tinha 40 anos.

Os sócios da galerista, Max Falkenstein, Gavin Brown, Caroline Luce e Paula Tsai, disseram em comunicado à imprensa que a marchand valorizava seu bom relacionamento com os artistas. "Ela defendeu artistas que estão inovando com seu trabalho e os acompanhou enquanto desenvolviam suas práticas, ao observar que era necessário sentir no trabalho de alguém a possibilidade de longevidade", afirmaram.

Gladstone deixa dois filhos, David e Richard Regen. Seu terceiro filho, Stuart Regen, cofundador da galeria Regen Projects de Los Angeles, morreu aos 39 anos em 1998, após uma luta contra o câncer.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Arte e Cultura

+ Arte e Cultura