Compartilhe este texto

Luciano Huck critica PL Antiaborto por Estupro: 'Não é questão ideológica, é de lógica'

Por Folha de São Paulo

16/06/2024 19h30 — em
Arte e Cultura



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O apresentador Luciano Huck se manifestou sobre o projeto de lei 1904, que restringe o aborto legal em casos de estupro, durante o Domingão com Huck (Globo). Ele se posicionou contra o PL e disse estar ao lado de todas as mulheres que já sofreram um estupro e que "não devem ser vítimas de injustiça".

"Nessa semana que passou, comecei a ler, na quinta e sexta-feira, que a Câmara dos Deputados está avaliando um projeto de lei que equipara a pena do crime de aborto ao crime de homicídio", começou o apresentador durante a exibição da Dança dos Famosos na noite deste domingo (16).

"Esse projeto cria uma situação tão absurda que, independente da sua posição política, das suas convicções morais, religiosas, eu só queria dizer que isso me causa profunda indignação", afirmou.

O apresentador, então, relatou o caso do homem de 59 anos suspeito de estuprar a filha no leito de um hospital em São Bernardo do Campo, no ABC paulista.

"Essa é a história, escabrosa. [Com] este projeto que vai ser votado pela Câmara dos Deputados, este homem pode pegar uma pena menor do que a filha que foi estuprada, do que a vítima. Porque, se ela vier a interromper a gravidez depois de 22 semanas, seja por demora na Justiça ou por qualquer outro empecilho que uma vítima de abuso enfrenta hoje em dia para ter acesso ao aborto legal, inverte os papéis. A pena dela vai ser maior do que a dele."

"Não é uma questão ideológica, é uma questão de lógica. Criança não é mãe. É muito cruel obrigar uma vítima de estupro a levar a cabo, até o final, uma gravidez. Queria me colocar aqui claramente ao lado dessas mulheres todas que já foram vítimas de estupro e que não devem ser vítimas de uma injustiça", disse Huck.

"Queria convocar o deputado Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados. Nós respeitamos o parlamento brasileiro, foi eleito pelo povo brasileiro, a gente respeita todos os deputados. Mas, simplesmente, não é lógico e, principalmente, é cruel com as mulheres do nosso país", finalizou.

Huck foi aplaudido de pé pela plateia do Domingão e pelos artistas presentes no júri da Dança dos Famosos.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Arte e Cultura

+ Arte e Cultura