Compartilhe este texto

Kevin Costner abandona 'Yellowstone', série mais vista dos EUA, na última temporada

Por Folha de São Paulo

21/06/2024 17h45 — em
Arte e Cultura



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma das séries favoritas da TV americana, "Yellowstone" terá que terminar a última temporada sem o protagonista.

Kevin Costner, 69, anunciou aos fãs em suas redes sociais que está fora da produção. O motivo foi que ele preferiu se dedicar ao filme "Horizon". A troca causou polêmica entre os fãs da série, já que as duas produções são muito parecidas, ambas do gênero western e com Costner no papel de caubói latifundiário.

"Eu gostaria de avisá-los que após um ano e meio trabalhando em 'Horizon', pensando em 'Yellowstone', essa série que eu amo e sei que vocês amam, acabo de perceber que não poderei continuar a parte B da quinta temporada. Foi algo que realmente me mudou e eu sei que vocês amaram, mas preciso avisá-los que não vou voltar. Vejo vocês no cinema", falou o ator em um vídeo publicado em seu perfil no X.

Parte da quinta temporada já foi gravada, com Costner no papel principal. Em entrevista recente ao programa de Howard Stern na TV americana, o ator disse que o enredo pode muito bem seguir sem ele.

No ar desde 2018 na TV a cabo dos EUA, "Yellowstone" se tornou a série mais vista no país. O produto chegou ao Brasil apenas em 2022, pelo streaming Paramount+. Em janeiro deste ano, parte da série entrou no catálogo da Netflix.

Na trama, Costner interpreta John Dutton, o patriarca responsável pela operação do rancho com maior extensão territorial dos Estados Unidos. Em entrevista à reportagem em 2022, o ator defendeu a volta do gênero faroeste.

"Temos muitos filmes sobre o sistema de justiça, dramas policiais ou hospitais, mas poucas e esparsas produções em que podemos ver cavalos correndo, montanhas e rios", explica. "Nem tudo tem que parecer um beco ou um tribunal. Esses outros lugares também existem, e as pessoas querem ver."

O filme "Horizon", o primeiro de uma quadrilogia, estreia nos cinemas americanos na semana que vem. Costner assina como co-autor, co-diretor e co-produtor da obra, além de protagonista.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Arte e Cultura

+ Arte e Cultura