Compartilhe este texto

Diretor diz que não volta para segunda temporada de 'Cangaço Novo'

Por Folha de São Paulo

21/02/2024 10h00 — em
Arte e Cultura



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Diretor da primeira temporada de "Cangaço Novo" ao lado de Fábio Mendonça, Aly Muritiba não fará parte da segunda leva de episódios da série da Amazon Prime. A informação foi divulgada por ele mesmo em suas redes sociais.

"'Cangaço Novo 2' vai ser estupenda, eu não tenho dúvidas. Mas desta feita não estarei no bando. Por compromissos profissionais assumidos antes da definição do Prime sobre a renovação da série, eu vou passar o bastão", escreveu no X. Um tempo depois, o diretor apagou a mensagem, mas ela ainda constava no Instagram dele.

"Essa história será contada agora por Fábio e outro parceiro. Eu, por estar comprometido com outra história, vou ter que deixar o bando seguir seu rumo, que tenho fé, será lindo."

A Amazon Prime Video anunciou nesta segunda-feira (19) que a produção começará a gravar as primeiras cenas da série na região de Campina Grande, Paraíba, em breve. A data de estreia ainda não foi divulgada.

A trajetória dos irmãos Vaqueiro, vividos por Allan Souza Lima, Alice Carvalho e Thainá Duarte segue como mote central, sendo que novos personagens entrarão na trama. Lançada em 2023, "Cangaço Novo" —que recebeu o nome de "New Bandits" no exterior— entrou para a lista das top 10 mais assistidas da Prime no Brasil e em países da África e do Oriente Médio.

Além do Brasil, a produção teve boa audiência em Portugal, Canadá, Angola, Moçambique, Quênia, Costa do Marfim, Paraguai e Emirados Árabes Unidos.

"'Cangaço Novo' mostra o poder das histórias brasileiras e achamos importante contá-las. É um prazer poder fazer isso com um elenco tão talentoso e engajado. Estamos todos muito felizes com o impacto da série, não só no Brasil, mas em todo o mundo, e também com seu sucesso de crítica", afirmou Javiera Balmaceda, Head de Local Originals da Amazon para a América Latina.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Arte e Cultura

+ Arte e Cultura