Chadwick Boseman: Veja onde assistir aos filmes do astro que faria 45 anos

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

29/11/2021 13h05 — em Arte e Cultura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ator Chadwick Boseman, que morreu de câncer em 2020, completaria 45 anos nesta segunda-feira (29). Dessa forma, para manter sempre viva a memória do artista, o F5 elencou alguns filmes que contaram com a participação do artista e que podem ser assistidos no streaming.

Maior sucesso da carreira, "Pantera Negra" (2018) está disponível no Disney+. Indicado para sete categorias do Oscar, entre elas o de melhor filme, o longa arrecadou US$ 1,3 bilhão (mais de R$ 7,2 bilhões pelo câmbio atual) em todo o mundo. O personagem se tornou um símbolo cultural.

Uma sequência planejada para o grande sucesso de 2018 deverá chegar em 2022 e terá como protagonista Letitia Wright. O papel de Boseman não será reformulado, mas reverenciado.

Além desse sucesso, Boseman também atuou, em seus anos finais de vida, nos filmes "Crime Sem Saída" (2019) e "Destacamento Blood" (2020), este último um longa de Spike Lee sobre a Guerra do Vietnã que estreou na Netflix em meio aos protestos do movimento Black Lives Matter. Enquanto o primeiro pode ser visto no Amazon Prime Video, o segundo está disponível pela Netflix.

Em dezembro de 2020, estreou "A Voz Suprema do Blues", longa pela Netflix no qual o artista interpreta Levee, um trompetista dos anos 1920 que participa de uma gravação da lendária Mãe do Blues, Ma Rainey (Viola Davis).

A temática do racismo já acompanhava a trajetória de Boseman nas telonas desde o início, como em 2013 em "42: A História de uma Lenda", disponível no HBO Max. No filme, ele é Jackie Robinson, primeiro afro-americano a jogar na principal liga de beisebol dos Estados Unidos e que precisou transpor barreiras contra a discriminação.

MORTE

Chadwick Boseman morreu no dia 28 de agosto de 2020, aos 43 anos, vítima de um câncer de cólon diagnosticado quatro anos antes, mas que nunca havia sido trazido a público. "Um verdadeiro lutador, Chadwick perseverou em tudo e trouxe a você muitos dos filmes que você aprendeu a amar", publicaram na conta oficial de Boseman no Twitter.

Foi durante o processo de cirurgias e quimioterapia que o astro filmou trabalhos como "Marshall", "Destacamento Blood" e "A Voz Suprema do Blues".

Nascido na Carolina do Sul, nos Estados Unidos, Chadwick Boseman era o mais novo de três filhos. Seus pais trabalhavam para um conglomerado agrícola. Ele se formou pela Universidade Howard e teve papéis pequenos na televisão antes de sua primeira grande aparição em 2013, no filme "42".

HOMENAGENS

Em janeiro de 2021, o ator recebeu um prêmio póstumo no Gotham Awards. Viúva, a cantora Taylor Simone Ledward se emocionou com o troféu na ocasião.

"A verdade pode ser uma coisa muito fácil para você evitar, mas se não for para se viver de verdade, então é impossível viver a vida. Assim se tornou a maneira como ele vivia sua vida, dia após dia. Imperfeito, mas determinado. Ele foi abençoado por viver muitas vidas dentro de uma só", disse. Ambos estavam juntos desde 2015.

Logo após a morte, a Netflix iniciou uma campanha para que Chadwick Boseman fosse homenageado na edição de 2021 do Oscar. A ideia da plataforma de streaming era que ele levasse o prêmio de melhor ator por sua atuação em "A Voz Suprema do Blues", filme que estreou no dia 18 de dezembro de 2020.

Na 93ª edição do Oscar, em abril de 2021, Chadwick Boseman, que parecia destinado a receber um Oscar após sua partida pelo longa da Netflix, perdeu para Anthony Hopkins, de "Meu Pai", que se tornou o ator mais velho a vencer, aos 83 anos.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Arte e Cultura