Alec Baldwin cita choque e tristeza após morte de colega em set

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

22/10/2021 13h07 — em Arte e Cultura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ator Alec Baldwin, 63, falou pela primeira vez após matar uma diretora de fotografia e ferir outro diretor no set de filmagens do filme "Rust".

Pelas redes sociais, publicou seu relato. "Não há palavras para descrever meu choque e tristeza com o acidente trágico que tirou a vida de Halyna Hutchins", começou ele.

Ele diz na sequência que a diretora era "esposa, mãe e muito admirada pelos colegas" e que agora vai colaborar com a polícia. "Estou cooperando totalmente com a investigação da polícia para descobrir como essa tragédia aconteceu", publicou.

Em outro trecho, o ator revelou que tem mantido contato com o marido e o filho da diretora e que vai oferecer todo o suporte necessário. "Meu coração está partido pelo marido, filho e todos que conheciam e amavam Halyna", escreveu.

ENTENDA

Um tiro disparado no set de filmagens do filme "Rust", estrelado por Baldwin, deixou a diretora de fotografia Halyna Hutchins, 42, morta e o diretor Joel Souza, 48, ferido, no Bonanza Creek Ranch, em Santa Fé, Novo México, nos Estados Unidos, nesta quinta-feira (21). Souza recebeu alta.

De acordo com o jornal The New York Times, foi o próprio ator que disparou a arma. O tiro teria sido acidental e Baldwin não ficou ferido. "Estamos tentando determinar agora como e que tipo de projétil foi usado na arma de fogo", disse Juan Rios, porta-voz do Gabinete do Xerife do Condado de Santa Fé.

Segundo a Variety, ninguém foi preso e investigadores conversam com várias pessoas para apurar o que aconteceu. Uma fonte próxima disse que Baldwin foi interrogado e estava chorando, segundo o Santa Fe New Mexican.

Baldwin estava filmando uma cena que exigia que alguém disparasse uma arma cenográfica. Os estilhaços dos tiros atingiram Halyna e Souza no set de filmagens. Ainda não está claro se a pessoa que carregou a arma por engano colocou balas dentro ou se algo se alojou no cano.

O Deadline ouviu de fontes que o ator principal engatilhou a arma durante um ensaio e atingiu os diretores do longa. O set foi bloqueado e uma velha igreja foi bloqueada, de acordo com relatos da imprensa local. Bonanza Creek Ranch é conhecido por produções de filmes de faroeste.

Um porta-voz de produção da Rust Movie Productions LLC disse ao Deadline: "Houve um acidente hoje nas filmagens de "Rust", no Novo México, envolvendo a falha de ignição de uma arma de suporte. Duas pessoas foram levadas ao hospital e estão recebendo cuidados. A produção foi interrompida. A segurança de nosso elenco e equipe continua sendo nossa principal prioridade."

"Os detetives estão investigando como [a arma foi usada] e que tipo de projétil foi disparado", disse o Gabinete do Xerife em um comunicado na quinta. "Este incidente continua sendo uma investigação ativa. À medida que mais informações forem disponibilizadas, atualizações serão fornecidas. "

Horas antes do acidente, Baldwin havia compartilhado no Instagram uma foto caracterizado como o personagem e dizendo que estava exausto. Travis Fimmel, Brady Noon, Frances Fisher e Jensen Ackles também protagonizam o filme, que tem como base a história escrita por Joel Souza.

A diretora havia postado há dois dias um vídeo no Instagram dizendo que a vantagem de gravar um western "é poder andar a cavalo no seu dia de folga".

OUTROS CASOS

Um dos casos mais famosos talvez seja o do ator Brandon Lee (1965-1993), filho do mestre das artes marciais Bruce Lee (1940-1973), que morreu após um tiro no estômago disparado acidentalmente por Michael Massee (1952-2016), com uma pistola que deveria estar carregada com balas de festim.

No filme, Lee fazia o papel do roqueiro Eric Draven, que volta à vida para vingar seu assassinato e o de sua namorada, na véspera de seu casamento, e é guiado por um corvo. As cenas finais do filme foram concluídas por dublês e amigos do ator, que tinha só mais três dias de gravações quando morreu.

Mais recentemente, foi o cantor de country Justin Carter que morreu após disparar acidentalmente contra si mesmo durante a gravação de um clipe. O acidente aconteceu em março de 2019, em Houston, no Texas, quando ele tirou uma arma de seu bolso e "atirou em seu olho", disse sua mãe na ocasião.

Outro ator morto em acidente trágico no set de filmagens foi Vic Morrow (1929-1982), que foi atingido não foi um tiro, mas por um helicóptero na gravação de "No Limite da Realidade" (1983). Ele gravava uma cena de guerra quando a aeronave perdeu o controle e a hélice atingiu ele e uma criança que estava na cena e também morreu.

Outros casos também já foram documentados com dublês mortos durante cenas de ação. O mais recente é o de Joi Harris, 40, morto em 2017, nas gravações do filme "Deadpool 2", em Vancouver, no Canadá. Ele era dublê da personagem Domino, interpretada por Zazie Beetz.

De acordo com pessoas que estavam no local, a dublê perdeu o controle da moto, que atravessou o set de filmagem e entrou pela janela de um edifício na rua. O acidente ocorreu após quatro tentativas bem-sucedidas da manobra e Harris não usava capacete. Esse era seu primeiro trabalho como dublê.

No mesmo ano, morreu o dublê John Bernecker, 33, após sofrer um ferimento na cabeça durante uma cena da série "The Walking Dead". Não foram informados detalhes na época, mas Bernecker era experiente, tendo atuado em "As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras" (2016) e "Jogos Vorazes: A Esperança - O Final" (2015).

O caso de Alec Baldwin está sendo investigado pela polícia, mas é apontado como acidental, e também deixou o diretor do filme "Rust", Joel Souza, 48, ferido. Souza já recebeu alta do hospital e Baldwin chegou a ser visto aos prantos, bastante abalado após o acidente.

"Estamos tentando determinar agora como e que tipo de projétil foi usado na arma de fogo", disse Juan Rios, porta-voz do Gabinete do Xerife do Condado de Santa Fé. Ainda não está claro se a pessoa que carregou a arma por engano colocou balas dentro ou se algo se alojou no cano.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Arte e Cultura