UniCEL/Literatus se defende de acusações feitas por alunos no Facebook

Por

03/07/2014 10h42 — em Amazonas

MANAUS - Em resposta à matéria divulgada ontem pelo Portal do Holanda apresentando a revolta de alunos da UniCEL (LEIA AQUI), a instituição nega a acusação dos alunos.

Conforme os alunos a instituição estaria protestando em cartório discentes com mais de 30 dias de atraso, além de outras insatisfações. Em nota a UniCEL/Literatus diz que segue "rigidamente o contrato" onde estaria estabelecido que a partir de 60 dias de inadimplência caberia à instituição realizar a cobrança na medida da lei.

Leia a nota na íntegra:

"A Unicel, em respeito aos seus alunos, professores e colaboradores, vem se posicionar quanto aos comentários que foram postados no Portal do Holanda acerca do assunto “inadimplência no pagamento das mensalidades”. A direção da faculdade explica que segue rigidamente o contrato firmado com os alunos. Nele, está estabelecido que a partir de 60 dias de inadimplência cabe à instituição cobrar na medida da lei. Portanto, está equivocado o post de aluno que afirma que a Unicel está colocando sob protesto já a partir do primeiro mês sem pagamento. A Unicel entende que as postagens limitam-se a um grupo de alunos que aproveitaram a situação para tentar denegrir sua imagem de instituição séria e comprometida com o ensino superior em nosso Estado. E lamenta que seja tão fácil assim ir para a internet sem nem ao menos ouvir as alegações e defesa da parte que está sendo atingida".

 

Nota: O Portal esclarece que em momento algum se negou ou se negará a dar espaço para as partes.