Programação especial das Unidades Móveis de Saúde da Mulher

Por

03/07/2014 16h12 — em Amazonas

A Secretaria de Estado de Sáude (Susam), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), está desenvolvendo uma programação especial das Unidades Móveis de Saúde da Mulher, para atender as servidoras que trabalham nas unidades de saúde da rede estadual. De acordo com o secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, a ação integra o Plano de Atenção à Saúde do Trabalhador e tem o objetivo de estimular e facilitar o acesso das servidoras aos exames preventivos anuais, como é o caso da mamografia.

 

“Como trabalhadoras da saúde, nossas servidoras estão diariamente empenhadas no atendimento à população e é importante que também se cuidem, realizem seus exames periódicos para se manterem saudáveis”, disse Alecrim. 

 

Desde o dia 30 de junho, uma Unidade Móvel de Saúde da Mulher está posicionada na área do complexo onde funcionam o Hospital e Pronto-Socorro Dr. João Lúcio Machado e o Hospital Infantil da Zona Leste (Joãozinho). Outra unidade móvel está atendendo as servidoras na área de estacionamento da Maternidade Ana Braga, onde também estão sendo atendidas as servidoras do Serviço de Pronto atendimento (SPA) do Coroado e do Centro de Atenção Integral à Criança (Caic) Corina Batista.

 

Segundo Wilson Alecrim, estão sendo ofertados 105 exames ao dia, entre preventivos (Papanicolau), mamografias e ultrassonografias variadas. “A programação irá alcançar as servidoras de todas as nossas unidades de saúde. Estaremos, com o apoio da Semsa, posicionando as duas Carretas da Mulher em algumas de nossas unidades, distribuídas pelas várias regiões, para que essa programação especial todas as nossas servidoras”, destacou Alecrim.

 

Os atendimentos estão sendo divididos em dois turnos: das 8h às 12h e de 13h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira. Aos sábados, os atendimentos vão das 8h às 12h.

 

As mamografias estão disponíveis para as servidoras com idade a partir de 40 anos, sem necessidade de solicitação médica. Abaixo desta idade estão sendo atendidos os casos que apresentem a solicitação médica dos exames. Para o exame de Papanicolau, também não há necessidade de solicitação do médico.

 

Segundo o secretário-adjunto de Atenção Especializada da capital, Wagner William Souza, após o dia 4, uma das Unidades Móveis de Saúde da Mulher será deslocada ao Hospital e Pronto-Socorro Dr. Aristóteles Bezerra Platão Araújo, também na Zona Leste da capital. A data de permanência ainda será definida. Lá, serão atendidas as servidoras da unidade de saúde e também as do Caic José Contente e da Policlínica Zânio Lanzine. O itinerário da outra unidade móvel ainda será definido. “Os resultados dos exames possibilitarão o rastreamento dessas mulheres, principalmente daquelas cujos exames apresentarem algum tipo de alteração”.

 

 “A ideia é que possamos atender o maior número possível de profissionais da rede estadual de saúde. As servidoras da área hospitalar vivem uma rotina de trabalho voltada para ações curativas e de alta complexidade e com esta ação desenvolvida pelas Unidades Móveis de Saúde, o objetivo é facilitar o acesso destas servidoras àqueles processos de saúde disponíveis da Atenção Primária e de rastreamento”, frisou Wagner. De acordo com o secretário-adjunto, após esta etapa dos exames preventivos, a expectativa é que sejam disponibilizados os outros serviços disponíveis nas Unidades Móveis, como os odontológicos e oftalmológicos.

Orientações - No caso dos exames preventivos do câncer de colo do útero, para garantir um resultado correto, especialistas recomendam que a mulher não deve manter relações sexuais nos dois dias anteriores ao exame, devendo evitar, ainda, o uso de duchas, medicamentos vaginais e anticoncepcionais locais nas 48 horas anteriores à realização do exame.

É importante também que a mulher não esteja no período menstrual, evitando alterações no resultado. Mulheres grávidas também podem se submeter ao exame, sem prejuízo para sua saúde ou a do bebê. 

Os resultados dos exames sairão em dias alternados. Os das mamografias e dos preventivos, por exemplo, serão entregues em cinco e 30 dias, respectivamente. Os demais serão informados pelos profissionais nas ocasiões dos atendimentos.

Prevenção - Exames como a mamografia e o preventivo, são recomendados por especialistas na saúde da mama – mastologistas – e da mulher – ginecologistas - para detectar, precocemente, os cânceres de mama e de colo uterino, respectivamente. Os dois tipos da doença são os mais comuns entre as mulheres amazonenses, conforme apontam dados da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas, unidade de referência no tratamento do câncer em toda a Amazônia Ocidental.

 

Para garantir o acesso a esses exames, o Governo do Amazonas vem ampliando a política de saúde da mulher em todo o Estado, com a instalação de mamógrafos em todos os municípios do Estado e garantindo que meninas na idade escolar sejam vacinadas contra o vírus HPV, principal causador do câncer de colo de útero, e que pode ser detectado facilmente a partir do exame preventivo, em mulheres que já tenham iniciado a vida sexual.