Prefeitura investe em novas unidades para fortalecer Rede Socioassistencial

Por Portal do Holanda

13/11/2014 16h26 — em Amazonas

Nos próximos dias, a Prefeitura de Manaus irá inaugurar mais uma unidade de apoio às pessoas em situação de rua. O Centro POP Presidente Vargas, na zona Sul, é uma das sete novas sedes em assistência social previstas para serem entregues até o segundo semestre de 2015.

Com capacidade para atender até 60 pessoas por dia, o Centro POP Presidente Vargas já está quase pronto para ser inaugurado. No local, pessoas que vivem em situação de rua receberão atendimento psicossocial e terão um local digno para se alimentar, tomar banho e guardar seus pertences.

Segundo a secretária municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Goreth Garcia Ribeiro, o espaço antes funcionava no Serviço de Acolhimento Institucional Amine Daou Lindoso, no Centro, e agora ganha sede própria, se tornando mais uma porta de entrada para a rede socioassistencial da prefeitura.

“Com essa mudança será possível redimensionar também o Amine Daou, melhorando ainda mais o atendimento que já vem passando por um processo de humanização. Hoje temos outro padrão, que pode ser notado na qualidade de acolhimento dos usuários que moram lá, alguns até por vários anos. O que queremos é ampliar a capacitação dessas pessoas em situação de rua para que possam ser reinseridas no convívio familiar”, explicou a secretária.

De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura, outras unidades voltadas para o serviço de assistência social também serão inauguradas. Algumas, ainda este ano. Sete já estão com obras em andamento. São elas: o Centro Pop Petrópolis, o Centro de Referência em Assistência Social Chico Mendes, o Cras Cidade Nova 2, além do Conselho Tutelar Centro-Sul, o Centro de Referência Especializado em Assistência Social Tapajós e SAI Compensa.

Para a secretária da Semasdh, o principal ganho é a melhoria na qualidade do serviço prestado. “Além de melhores condições para o servidor, daremos muito mais conforto para a população que buscar por nossa rede de proteção. A nossa meta é continuar ampliando nossas unidades para que cada bairro possa contar com Centro de Referência em Assistência Social”, completou Goreth Garcia.

Os trabalhos na nova sede do SAI Compensa, na zona Oeste, estão bem adiantados e a previsão é que a obra seja concluída em dezembro. “Serão, aproximadamente, mil metros quadrados de área construída que irão agregar dois berçários (de 0 a 3 anos e de 3 a 6 anos de idade), quatro dormitórios masculinos, três dormitórios femininos, banheiros individuais, refeitórios, biblioteca, hortas, sala multimídia, playground e toda estrutura necessária para fazer dessa unidade um modelo para os demais aparelhos sociais que serão instalados em Manaus”, disse o diretor de Engenharia da Seminf, Antônio Nelson.

Novidade

E não para por aí. Para 2015, a prefeitura estima concretizar o projeto de criação de um novo serviço protetivo voltado para os direitos e proteção dos adolescentes. Recentemente, foi aprovada, junto ao Conselho Municipal de Assistência Social, a implantação de repúblicas para jovens no serviço de acolhimento social. O projeto ainda precisa ser submetido ao Ministério do Desenvolvimento Social.

“É um conceito novo e até um tanto difícil de ser gerido, uma vez que o foco são os jovens de 18 a 21 anos que viverão como uma família, tendo liberdade, mas também respeitando as regras da casa. A ideia é implantar esse novo serviço em todas as instituições que já fazem um trabalho valorosíssimo no acolhimento social de crianças e adolescentes”, concluiu a secretária da Semasdh.