Compartilhe este texto

Mapa indica que ocupações transversais para indústrias do Amazonas aumentarão até 2025

Por Portal do Holanda

27/05/2022 13h25 — em
Amazonas


Indústriais apontam necessidades de profissionais em várias áreas /  Foto:  Divulgação Fieam

Dos 114 mil trabalhadores que a indústria amazonense precisará qualificar para atuar nas empresas até 2025, estão aqueles com formação para ocupações transversais, que são as que permitem ao profissional atuar em diferentes áreas, como eletroeletrônica, metalmecânica, logística e transporte, e construção. Essas são as áreas com maior demanda.

A informação foi divulgada pelo empresário Antonio Silva, presidente da Federação das Indústrias do Amazonas (FIEAM), informando que os dados que fazem parte do Mapa do Trabalho Industrial 2022-2025, estudo realizado pelo Observatório Nacional da Indústria.

O Mapa do Trabalho Industrial visa identificar demandas futuras por mão de obra e orientar a formação profissional de base industrial no país.

Uma projeção aponta que, do total, mais de 94 mil já têm uma formação ou estão inseridos no mercado de trabalho, mas devem se atualizar. Outros 19 mil precisarão de formação inicial.

As ocupações industriais são aquelas que requerem conhecimentos tipicamente relacionados à produção industrial, mas estão presentes também em outros setores da economia.

A transformação ocasionada no mercado de trabalho, principalmente, pelo uso de novas tecnologias e mudanças na cadeia produtiva, foi apontada pelo presidente como fator que exige cada vez mais, investimentos em aperfeiçoamento e requalificação para que os profissionais estejam atualizados.

Em todo o país, a demanda é de 9,6 milhões de trabalhadores qualificados.

Rogério Pereira, diretor regional do Senai, que é a principal instituição formadora em ocupações industriais no país, destaca que “o estudo é uma projeção do emprego setorial que considera o contexto econômico, político e tecnológico”.

Segundo ele, um dos diferenciais do estudo é a projeção da demanda por formação a partir do emprego estimado para os próximos anos.

Para esse cálculo, são levadas em conta as estimativas das taxas de difusão das novas tecnologias nas empresas e das mudanças organizacionais nas cadeias produtivas, que orientam o cálculo da demanda por aperfeiçoamento, e uma análise da trajetória ocupacional dos trabalhadores no mercado de trabalho formal, que subsidiam o cálculo da formação inicial. Um trabalho de inteligência de dados e prospectiva que deve subsidiar ações e políticas de emprego e educação profissional.

A demanda por formação no estado por nível de qualificação será de:

Nível de qualificação    Demanda

Qualificação (menos de 200 horas)    42.924
Qualificação (mais de 200 horas)    34.492
Técnico    27.850
Superior    8.785
TOTAL    114.051


Áreas com maior demanda por formação (inicial + continuada)
Área    Demanda

Transversais    21.838
Eletroeletrônica    18.905
Metalmecânica    17.420
Logística e Transporte    15.617
Construção    10.085
Automotiva    5.635
Alimentos e Bebidas    5.177
Química e Materiais    3.619
Tecnologia da Informação    3.517
Energia, Água e Esgoto    2.052



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Amazonas

+ Amazonas