Justiça determina que Estado encontre corpo de homem que sumiu de hospital

Por Portal do Holanda

30/09/2020 0h24 — em Amazonas

Gilberto Pinheiro - Foto: Arquivo Pessoal

Manaus/AM - A Justiça do Amazonas determinou nesta terça-feira (29), o prazo de 48 horas para que o Estado apresente o corpo do enfermeiro Gilberto Pinheiro da Silva após ele morrer de Covid-19 no último domingo (27), no Hospital Delphina Aziz e ter o corpo trocado com o de outra pessoa.

Na decisão assinada pelo juiz Marco A.P. Costa, ele notifica a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) e o Estado da Amazonas para que cumpram a determinação judicial no "prazo de 48 horas, apresente o corpo ou, caso já tenha sido enterrado, que proceda a exumação, em igual prazo sob pena de aplicação de multa de R$ 500 por dia, linitados a 20 dias/multa".

Gilberto Pinheiro era servidor da UPA do Campo Sales e atuava na linha de frente contra o coronavírus.

Foto: Reprodução

 

 

+ Amazonas