Governo do Amazonas fecha estabelecimentos após aumento de casos da Covid

Por Portal do Holanda

24/09/2020 10h42 — em Amazonas

Wilson Lima durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira - Foto: Reprodução

Manaus/AM - O governador do Amazonas Wilson Lima (PSC) anunciou, nesta quinta-feira (24), o fechamento de diversos estabelecimentos comerciais apontados como focos de aglomeração que levaram ao aumento de casos da Covid-19 em Manaus. O decreto vai suspender pelo período de 30 dias o funcionamento de bares, flutuantes, balneários, praias, casas de show, aluguel de sítios, chácaras, e casas de eventos. 

O decreto deve ser publicado na próxima edição do Diário Oficial do Estado. Dos estabelecimentos com atividades suspensas, apenas aqueles que funcionam como restaurantes que tenham essa descrição como atividade primária na Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), poderão funcionar. Não estará mais autorizada a abertura de bares que tenham “restaurante” como atividade secundária no CNAE, no prazo definido no decreto.

O decreto também reduz o horário de funcionamento, para até 22h, de restaurantes, lojas de conveniência e similares – nestas últimas, a Central Integrada de Fiscalização (CIF) tem registrado aglomerações com o uso dos chamados “paredões de som”. Os restaurantes autorizados terão que funcionar sem música ao vivo, ficando vedada a sua reabertura até as 7h da manhã do dia seguinte, bem como a sua locação destinada à realização de eventos e festas particulares.

Também poderão ser realizados os marcados e liberados respeitando as medidas sanitárias.