Família se revolta após corpo de enfermeiro sumir de hospital em Manaus

Por Portal do Holanda

28/09/2020 12h35 — em Amazonas

Foto: Divulgação

Manaus/AM - Familiares do enfermeiro Gilberto Pinheiro da Silva estão revoltados com Hospital Delphina Aziz, que teria trocado o corpo do homem que morreu na madrugada deste domingo (27), na unidade vítima de covid-19.

Eles contam que foram comunicados da morte de “Gil”, como era conhecido, mas ao chegarem ao hospital para liberar o corpo, ele simplesmente havia desaparecido.

A família se revoltou e procurou a imprensa para denunciar o caso. Horas depois, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), emitiu uma nota confirmando a troca do corpo por outro de um homem que tinha o mesmo nome e afirmou que já está tomando todas as medidas para responsabilizar os envolvidos no “equívoco”, bem como para entregar o corpo de Gil à família. A SES/AM, ainda pede desculpas pelo que classificou como "transtorno".

Amigos chegaram a fazer campanha na internet para cobrar que o corpo do enfermeiro fosse encontrado. Gilberto era profissional da linha de frente no combate à covid-19 e deixa a esposa e um filho de apenas dois meses de vida.

“Não é justo que o Hospital Delphina Aziz e o Governo do Amazonas não dêem conta do corpo dele, em um momento de dor. Por favor, clamamos por justiça. Isso não é justo com um homem que dedicou sua vida para salvar vidas durante o ápice da pandemia”, escreveu um de seus amigos em uma página pessoal na internet.