Compartilhe este texto

Empresa responsável por caçamba se pronuncia sobre morte de estudante atropelada

Por Portal Do Holanda

18/06/2024 21h56 — em
Amazonas


Foto: Jander Robson / Portal do Holanda

Manaus/AM - A empresa João de Barro Materiais de Construção emitiu uma nota esclarecendo sobre sua posição acerca do acidente envolvendo uma caçamba de sua propriedade, que deixou a estudante estudante venezuelana Lorena Alexandra Figueroua Suarez, de 14 anos, morta no bairro Novo Aleixo, zona norte de Manaus. 

Anteriormente, o advogado da família da vítima contou que uma representante da empresa compareceu ao velório da estudante com seus advogados, e alegou que "a empresa não iria se responsabilizar por nada". Diante disso, a construtora emitiu uma nota, confira abaixo. 

NOTA | Foi com profundo pesar que a empresa João de Barro Materiais de Construção tomou ciência do trágico falecimento da jovem Lorena Alexandra Figueiroa Suarez, ocorrido nesta segunda-feira (17/06), na Avenida Curaçao, na zona Norte de Manaus, vítima de um acidente envolvendo um veículo de nossa propriedade. 

A empresa informa que desde que tomou conhecimento do ocorrido, priorizou oferecer todo o suporte necessário à família, assumindo entre outras coisas, as despesas do funeral da jovem Lorena, prestando total assistência aos familiares enlutados. 

Adicionalmente, reiteramos nosso compromisso em colaborar plenamente com as autoridades policiais e a justiça, fornecendo todas as informações e documentos necessários para auxiliar nas investigações. 

Estamos comprometidos em esclarecer os fatos e tomar todas as medidas cabíveis para que situações como esta não voltem a ocorrer, ao mesmo tempo em que nos colocamos à disposição da família para assegurar o suporte social necessário. 

Mais uma vez, manifestamos nosso profundo pesar e solidariedade à família da jovem. Seguiremos acompanhando de perto as investigações e reforçando nosso compromisso com a segurança e a verdade dos fatos.

Diante do ocorrido, a empresa João de Barro já está revisando rigorosamente o protocolo de contratação de seus prestadores de serviço para assegurar que situações como esta não voltem a se repetir. Implementaremos medidas adicionais para reforçar nossos procedimentos de segurança e seleção de pessoal.

Manaus, 18 de junho de 2024.

Atenciosamente,

Grupo João de Barro.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Amazonas

+ Amazonas