Deputado é agredido em evento religioso no interior do Amazonas; veja vídeo

Por Portal do Holanda

15/10/2020 11h31 — em Amazonas

Aliado de candidato a prefeito agrediu também familiares do parlamentar. Foto: Divulgação

Manaus/AM - O deputado estadual Carlinhos Bessa (PV-AM) foi agredido enquanto participava de arraial que celebra os festejos de Santa Teresa D’Ávila em Tefé (a 522 km de Manaus), nessa quarta-feira (14).

Durante celebração à padroeira do município, um homem que seria ligado ao candidato a prefeito Nicson Marreira (PTB), começou a ofender as pessoas que estavam com o parlamentar com palavras de baixo calão.

 

 


Segundo a assessoria de imprensa do deputado, o agressor posicionou sua moto em “modo de fuga” e partiu para agressão física, atirando uma cadeira em direção ao parlamentar e seus familiares.

Temendo por sua integridade física e dos presentes, os familiares do parlamentar e um policial militar da Casa Militar, que acompanhava o deputado durante o evento, revidaram as agressões.

Segundo testemunhas que presenciaram os xingamentos e a agressão, a prática foi incentivada por familiares do candidato a prefeito que estavam no evento.

Além de intimidar o parlamentar, o agressor ameaçou Carlinhos Bessa e os presentes, prática que, segundo o deputado, tem sido recorrente desde o período do início da campanha eleitoral.

O parlamentar lamentou o ocorrido. “Todos os anos aproveitamos o festejo de nossa padroeira em um ambiente familiar e tranquilo. Infelizmente, em um ato covarde e de desespero, aliados do adversário político tentam a todo modo interferir no processo eleitoral com práticas que ferem o processo democrático e não condizem com nossa forma de fazer política” afirmou o deputado.

O agressor foi detido pela guarnição da Polícia Militar de Tefé. Já detido, o tratante tentou resistir à prisão e tentou desferir golpes e chutes contra o parlamentar.

Carlinhos Bessa afirma que essa não é a primeira tentativa do grupo de agredi-lo fisicamente e que ele e o irmão, prefeito Normando Bessa, estão sofrendo inclusive ameaça de morte por pessoas ligadas ao candidato da oposição nos últimos dias.