Compartilhe este texto

Defesa de prefeito e vice de Codajás diz que cassação do TSE é injusta

Por Portal do Holanda

07/10/2021 15h31 — em Amazonas

Foto: Reprodução

Amazonas - Após decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de cassar o mandado do prefeito de Codajás, Antônio Ferreira dos Santos, e o vice, Cleucivan Gonçalves Reis, por abuso de poder econômico por corrupção eleitoral e captação ilícita de recursos nesta quinta-feira (7), a defesa dos chefes do executivo respondeu que a acusação não tem provas e a decisão é injusta.

Advogado José Fernandes Júnior, defesa do Prefeito e Vice de Codajás; Foto: Reprodução

O advogado José Fernandes Júnior esclareceu ao Portal do Holanda sobre os crimes que o prefeito, vice-prefeito são sendo acusados, onde junto com mais três pessoas, de envolvimento em esquema de distribuição de dinheiro para eleitores, cestas básicas, bolas e telhas, doação de terrenos e cargos na prefeitura para os envolvidos na organização criminosa.

“Quando tivermos posse do documento de sentença, vamos analisar e propor o impedimento de declaração. O Prefeito e o Vice recorrem no exercício do cargo, não há perigo algum de afastamento. Até porque não há justa causa para a cassação dos diplomas deles. Não há prova testemunhal, documental ou materialidade que eles tenham praticado capitação ilícita de voto ou abusado de pode econômico nas eleições de 2020”, explicou o advogado.

A defesa ainda acredita que a sentença decidida é injusta. “Vamos trazer ao conhecimento da corte e aguardamos uma posição favorável ao nosso favor”, finalizou.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Amazonas

+ Amazonas