Museu Cidade de Manaus reabre após quase dois anos

Por Portal do Holanda

01/12/2021 15h39 — em Agenda Cultural

Foto: Oliveira Junior/Divulgação Manauscult

Manaus/AM - Depois de quase dois anos fechado por causa da pandemia, o Museu da Cidade de Manaus (Muma) reabre, de forma gradativa e seguindo todos os protocolos sanitários contra a Covid-19, a partir do final da primeira quinzena deste mês, trazendo como bônus à população uma nova ala dedicada ao pintor Moacir Couto de Andrade, um artista multitalentos, escritor, professor que formou gerações de pintores e levou a arte amazonense para galerias e colecionadores do Brasil e do mundo.

O novo espaço é composto de uma antessala e sala principal, onde será instalado o ateliê do artista, que foi doado pela família, para que a população e visitantes conheçam parte do acervo particular e o processo criativo de Moacir Andrade. 

O espaço de memória vai contar a história do artista por diferentes ângulos ressaltou o diretor do Museu da Cidade de Manaus, Leonardo Novellino. “Estamos felizes com esse presente que Manaus está recebendo desse profícuo artista, que produziu bastante e com qualidade, no seu estilo pictórico, sendo fiel a imagem e não idealizando o nosso paisagismo amazônico, ao contrário, reproduziu o que temos de tão lindo e maravilhoso. E especificamente esse lugar será um espaço de memória enquanto cidadão, pai e grande artista”.  

Lenda Amazônica

Nascido em 17 de março de 1927, em Manaus, na Santa Casa de Misericórdia, Moacir Andrade passou sua primeira infância com os pais no interior do Estado. A majestosa floresta, os paradisíacos cenários amazônicos e suas gentes devem ter marcado profundamente sua memória afetiva, que teve como marca em sua obra pictórica na longa carreira.

 O pintor e escritor morreu aos 89 anos, em 27 de julho de 2016, deixando um legado que foi muito além dos milhares de quadros e dezenas de livros, formou gerações de artistas e levou o nome do Amazonas e da Amazônia para muitos países.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Agenda Cultural