Cineclube Olhar do Norte começa nesta quinta-feira

Por Portal do Holanda

08/07/2021 9h43 — em Agenda Cultural

Foto: Reprodução Arabia

Manaus/AM - Começa nesta quinta, 8 de julho, o Cineclube Olhar do Norte, que vai exibir uma vez por semana longas-metragens brasileiros de destaque no circuito de festivais nacionais e internacionais recentemente. Acompanhado deles estarão curtas-metragens da região norte. As exibições irão acontecer no site festivalolhardonorte.com sempre às quintas-feiras, às 19h (horário de Manaus). O projeto tem apoio da Prefeitura de Manaus através do edital Conexões Culturais 2019.

Para um dos curadores do festival Olhar do Norte, Diego Bauer, o cineclube vem com o objetivo de consolidar o festival. “Através do cineclube a gente pode continuar o contato com as pessoas que se aproximaram do festival nestas 3 edições já realizadas, além de chegar a mais pessoas, criando assim uma cultura em torno dele, atraindo a atenção dos realizadores, e também a do público que quer uma variedade na oferta de filmes. Ano após ano temos sentido o público crescer, e o cineclube é mais um braço do festival visando isso”.

Após cada exibição, o canal do Cine Set no Youtube realizará uma live com um debate com a participação de representantes dos filmes exibidos. “Tão importante quanto a exibição do filme é a discussão sobre ele. É a partir dessa conversa que muitas vezes entendemos o filme, e termos a chance de conversar com as pessoas que realizaram estes trabalhos é um grande privilégio. Uma coisa que realizar o festival nos ensinou é que os diretores de cinema, de qualquer lugar do mundo, querem levar seus filmes a mais lugares, e uma cidade como Manaus gera muita curiosidade e interesse deles. Com essas conversas pretendemos criar laços que podem gerar frutos para a 4ª edição do Olhar do Norte e também para as edições futuras”, explica Bauer.

O cineclube terá 16 datas ao todo e acontece até 21 de outubro. Os filmes que já estão confirmados são:

08/07

Arábia; Affonso Uchoa, João Dumans

No dia seguinte ninguém morreu, Gabriel Bravo de Lima

15/07

Corpo Elétrico; Marcelo Caetano

Maria, Elen Linth

22/07

O Processo; Maria Augusta Ramos

29/07

Chuva é cantoria na aldeia dos mortos; João Salaviza, Renée Nader Messora

Sons do Igarapé, Victor Kaleb

05/08

Inferninho; Pedro Diógenes, Guto Parente

Até que a última luz se apague, Arnaldo Barreto

12/08

A Febre; Maya Da-rin

Cachoeira, Sérgio Andrade

19/08

Los Silencios; Beatriz Seigner

O Barco e o Rio, Bernardo Ale Abinader

26/08

Baronesa; Juliana Antunes

Enterrado no Quintal, Diego Bauer

02/09

Para Minha Amada Morta; Aly Muritiba

A Última no Tambor, Ricardo Manjaro

09/09

Eu, Empresa; Marcus Curvelo e Leon Sampaio

Graves e Agudos em Construção, Walter Fernandes Jr.

16/09

O Reflexo do Lago; Fernando Segtowick


Arábia abre o cineclube

Iniciando as atividades, o cineclube vai exibir Arábia, de Affonso Uchoa e João Dumans. Integrante das seleções oficiais de Rotterdan, San Sebastian, BFI, Viennale, dentre outros, o longa venceu o Festival de Brasília 2017, Melhor filme lançado em 2018 segundo a Abraccine (associação brasileira de críticos de cinema), APCA (associação paulista de críticos de arte), Jornal Folha de São Paulo e Festival SESC Melhores Filmes.

Além de Arábia, será exibido o curta No Dia Seguinte Ninguém Morreu, de Gabriel Bravo. O curta, que venceu o prêmio de melhor roteiro no III Olhar do Norte, parte de uma premissa curiosa: as pessoas param de morrer. O que muda na vida das pessoas a partir desse ponto? Entre desespero existencial, extravagâncias personalísticas e oportunismo político, a vida simplesmente segue.

O debate com Luiz Pretti, montador de Arábia, Gabriel Bravo, diretor de No Dia Seguinte Ninguém Morreu, Cine Set e Diego Bauer vai ao ar 20:50 (horário de Manaus) no canal do Cine Set no Youtube.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Agenda Cultural