Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Aluna e professor de Manaus são finalistas da Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa

Publicado

em

Foto: Cleomir Santos / Semed Foto: Cleomir Santos / Semed
Foto: Cleomir Santos / Semed

Manaus/AM - Entre as dez capitais com melhor desempenho na educação básica, Manaus mais uma vez dá prova da qualidade de ensino da rede municipal ao se classificar para a final da 6ª edição da Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa, na categoria “Poema”. Representando a capital, Heloisa Bernardo de Moura, de 10 anos, a aluna do 5º ano do ensino fundamental da escola municipal Santa Etelvina, zona Norte, e o professor Antônio Braga estarão em São Paulo (SP) nos dias 8 e 9 de dezembro, concorrendo com outras 20 duplas de todo o Brasil.

“Manaus tem sido vitoriosa na educação em vários concursos e vamos para frente, continuar mostrando que é possível ter ensino público gratuito de boa qualidade. A Heloísa já é uma campeã e o professor Antônio é o orientador dessa campeã. Tenho muito orgulho dos nossos professores e dos nossos alunos”, disse o prefeito Arthur Virgílio Neto, em um vídeo postado em suas redes sociais, para parabenizar e incentivar a estudante.

Para chegar à final, a Heloísa escreveu 30 poemas, como preparação, passando pelas fases escolar, municipal, estadual e regional, com o poema “Minha morena e adorada Manaus”. Na etapa regional, realizada de 4 a 6 deste mês, em São Paulo, a estudante ficou entre os 20 melhores poemas, com tema “O museu da grande São Paulo”, e garantiu vaga para fase nacional. O poema surgiu depois de uma visita ao museu Catavento, coordenada pelos organizadores. Com o feito, a aluna levou um leitor digital, medalha de bronze e prata e um pen drive 8G.

“Não fiquei tão surpresa quando pediram para fazer o poema, porque eu e o professor acreditávamos que isso poderia acontecer e eu já tinha estudado bastante. A nossa expectativa é bem grande, porque os alunos, a escola e a cidade torcem por mim. Sinto uma responsabilidade muito grande de representar Manaus em São Paulo”, contou Heloísa.

Olimpíada

A Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa foi dividida em cinco categorias: Poema, para alunos do 5º ano do ensino fundamental; Memórias Literárias, para estudantes do 6º e 7º anos do ensino fundamental; Crônica, 8º e 9º anos do ensino fundamental; Documentário, 1º e 2º anos do ensino médio; e Artigo de Opinião, para alunos do 3º ano do ensino médio.

O professor de língua portuguesa da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Antonio Braga, que também foi premiado em São Paulo com a aluna na fase regional, ressaltou que a estudante tem todas as condições de ficar em primeiro lugar, pois superou mais de 42 textos de todo o país, desde o início da olimpíada. 

“A olimpíada é uma oportunidade que nós temos de divulgar nosso trabalho. Estamos com muito orgulho de estar na final, bem confiantes, porque ela é uma forte finalista com um poema muito coerente, cheio de metáforas e tudo que foi trabalhado, enfim, ela chega credenciada para essa final”, afirmou o educador. 

Para a diretora da escola municipal Santa Etelvina, Leonice Castro Soares, a classificação é prova do trabalho pedagógico realizado por todos na escola, principalmente pelo professor de língua portuguesa. “É um feito muito grande, de uma dimensão maravilhosa e não sabemos nem expressar essa alegria. É resultado de um trabalho que a gente vem conduzindo, desde o início do ano, de valorização dos alunos no Santa Etelvina”, finalizou.

O uso politico do caso Alejandro

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.