Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Escola municipal representará o Amazonas em concurso de robótica

Publicado

em

Após ficar com a primeira colocação entre as escolas públicas e privadas de Manaus e em terceiro lugar geral da etapa da Região Norte da First Lego League (FLL), competição interacional de robótica, a equipe Live Corp, composta por sete alunos da Escola Municipal Profª Sônia Maria da Silva Barbosa, já se prepara para representar o Amazonas e se apresentar na FLL Nacional, que será realizada entre nos dias 13 e 14 de março, em Brasília.

Se classificados entre os cinco primeiros colocados na etapa nacional, os alunos da rede pública de Manaus serão uma das equipes a representar o Brasil na etapa internacional, que acontecerá na metade deste ano, em Saint Louis, no Estado de Missouri, nos Estados Unidos.

Sob a coordenação do professor Osvaldo Neto, os estudantes: Matheus Dantas, Daniel Cavalcante, Paulo Guilherme de Siqueira, Nelson Rodrigues, Ketlen Katarina, Bruna Santos, Ana Carolina Tavares e Brenda Emily Santos (tutora) desenvolveram o REI (Robô Educacional Interativo), que auxilia os professores no ensino dos conteúdos em sala de aula. Ele é acoplado a uma caixa de som e possui, em seu banco de dados, perguntas sobre diversas disciplinas. A ideia inovadora convenceu os jurados e possibilitou à equipe participar da etapa nacional. Para o novo desafio, os alunos vão intensificar os treinamentos.

“Após essa classificação para Brasília, nós vamos intensificar um pouco mais os treinamentos. Todos os dias vamos ficar até mais tarde na escola para dar um foco, principalmente, para que nosso projeto de pesquisa seja bem apresentado e, quem sabe, consiga classificação para a etapa internacional”, disse Osvaldo Neto, lembrando que em 2014 a equipe ficou com a 42ª colocação. Esse ano, a meta é muito mais ousada.

“Ano passado ficamos na 42ª posição de 60 equipes. A meta, neste ano é mais ousada. É ficarmos entre as cinco primeiras. Nós estamos com um projeto bom e isso é possível. O projeto deste ano é melhor do que o do ano passado, porque o tema facilitou mais. O tema é ‘World Class: qual futuro do aprendizado?’ E pouca coisa mudou de cem anos para cá na forma de ensinar em sala de aula. Então, a ideia de ter um robô que auxilia o professor em sala de aula é inovadora e foi muito elogiada na (etapa) regional aqui no Sesi (local da competição da FLL)”, concluiu.

 

Entre as cinco primeiras colocadas

Quando a equipe de jurados da First Lego League informou que a Escola Sônia Maria estava entre as cinco primeiras colocadas da etapa Norte e classificada para a disputa a nível nacional, um misto de alegria e emoção tomou conta de Ana Carolina Tavares, que atuou, dentro do grupo, na parte do projeto de pesquisa.

“É uma sensação inexplicável. Uma emoção e uma alegria muito grande foi o que senti naquele momento. Vi nosso esforço recompensado com essa vitória. Agora, é melhorar algumas coisas que falhamos na etapa regional e viajar para Brasília com tudo certinho para, quem sabe, conseguirmos estar entre os primeiros do Brasil”, disse.

Para o aluno Daniel Cavalcante, a classificação da equipe Live Corp significou mais do que uma vitória na competição. Pela primeira vez ele vai sair de Manaus e viajar de avião. “Confesso que estou nervoso, mas ao mesmo tempo muito feliz. Trabalhamos desde setembro e merecemos essa vitória. Foi demais”, afirmou.

Fotos: Lton Santos/Semed

Professores x Governo: Lições de como acabar com uma greve

Para compartilhar esteconteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.