Vendaval derruba torres e deixa 13 cidades sem luz no Triângulo Mineiro

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

16/10/2021 14h05 — em Variedades

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Um forte vendaval derrubou oito torres de transmissão de energia no Triângulo Mineiro e deixou 13 cidades sem luz desde a tarde desta sexta-feira (15). Ainda não há previsão para que a situação seja normalizada, segundo a Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais).

Os municípios atingidos foram Cachoeira Dourada, Campina Verde, Capinópolis, Carneirinho, Guarinhatã, Ipiaçu, Itapagipe, Ituiutaba, Iturama, Limeira do Oeste, Santa Vitória, São Francisco de Sales e União de Minas.

A empresa informou que está instalando oito torres de montagem mais rápida, geralmente utilizadas em ocasiões como esta, para regularizar o atendimento. Elas foram enviadas para o local do acidente durante a madrugada deste sábado por via aérea e terrestre.

A Cemig também afirmou que mais de 80 profissionais atuam para resolver a situação, incluindo engenheiros, técnicos e eletricistas, e que está em contato com as autoridades das cidades prejudicadas para alinhar informações e dar orientações sobre a conservação de vacinas e outros serviços.

"A companhia reitera seu compromisso de manter a população informada, e garante que está enviando todos os esforços para que esta ocorrência, que foi ocasionada pela força de um fenômeno natural que chegou com muita intensidade e que vem atingindo várias regiões do estado nos últimos dias, seja solucionada", disse em nota.

De acordo com a empresa, uma previsão para normalização do fornecimento de energia deve ser divulgada em breve. As torres definitivas das linhas de transmissão Avatinguara-Ituiutaba 1 e Avatinguara-Campina Verde 2 só serão reinstaladas posteriormente.

A Defesa Civil de Minas Gerais emitiu alertas de mais pancadas de chuvas e raios nas próximas horas em diversas cidades da região metropolitana de Belo Horizonte, Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba, Zona da Mata.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Variedades