Pesquisa americana indica que usar maconha na adolescência diminui o QI

Por

08/06/2014 9h41 — em Variedades


Pesquisadores americanos descobriram que fumar maconha na adolescência reduz o QI na vida adulta. Eles encontraram efeitos nocivos da droga, que permanecem mesmo depois que os usuários param de consumi-la.

Segundo os cientistas, os efeitos aumentam nesta idade porque é nela que o cérebro se desenvolve mais rapidamente.

Pesquisadores do Instituto Nacional de Abuso de Drogas (NIDA) dos EUA, acrescentaram ainda que fumar maconha afeta o pensamento crítico e a memória durante seu uso, com os efeitos que persistem por dias.

A maconha ainda prejudica a condução e aumenta o risco de acidente de automóvel. Os riscos são ainda mais graves se combinar maconha com álcool.[Cigarro de maconha]Pesquisa revela que fumar maconha durante a adolescência prejudica o QI na vida adulta

“É importante alertar a população que o uso de maconha na adolescência traz saúde risco social e acadêmico”, disse o principal autor e diretor da NIDA, Dr. Nora Volkow D.

Fonte: DailyMail

+ Variedades


22/10/2020

Pelo Brasil

22/10/2020

Acervo visual