Em estado de emergência, Acre pede por doações; veja como ajudar

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

22/02/2021 20h05 — em Variedades

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com o aumento nos casos de dengue, de mortes por Covid-19 e, mais recentemente, com enchentes de transbordamento de rios, cidades no Acre passam por um momento crítico, com dezenas de famílias desalojadas.

Soma-se aos dramas vividos pelos habitantes destes municípios uma inesperada crise humanitária envolvendo centenas de migrantes haitianos na fronteira com o Peru, o que levou autoridades e instituições beneficentes a pedirem por doações de mantimentos, roupas e recursos financeiros (veja como contribuir abaixo).

Com fila de espera para internação nas UTIs e outros serviços públicos sobrecarregados, o governador do Acre, Gladson Cameli (PP), decretou situação de emergência na última terça, nos municípios afetados pelas cheias e criou um gabinete de crise para acelerar o repasse de recursos federais e tentar coordenar uma resposta aos vários problemas.

Uma força-tarefa do Ministério da Saúde chegou ao estado nesta semana para avaliar a situação. Estamos com quatro situações bem distintas, que, no final, trazem um dano só, o agravamento da situação da Covid", afirma o procurador-geral do Estado do Acre, João Paulo Setti Aguiar, ao justificar os dois decretos.

O presidente Jair Bolsonaro deve fazer um sobrevoo às regiões afetadas, principalmente no município de Sena Madureira, na quarta (24).

*

VEJA COMO AJUDAR

- Em Rio Branco, as doações podem ser feitas nos seguintes locais: OCA, Palácio das Secretarias, Quartel da Polícia Militar, Igreja Batista do Bosque e lojas da rede de Supermercados Araújo no Tangará, Aviário, Isaura Parente e Via Chico Mendes. Mais informações, pelos telefones (68) 3215-2811 ou (68) 9905-8001;

- Também é possível contribuir doando dinheiro por meio da conta da Arquidiocese de Rio Branco. Conta SOS Enchente Rio Acre; no Banco do Brasil, agência: 0071-X, conta: 100.000-4, CNPJ 14.346.589/0001-99.

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Variedades