Compartilhe este texto

Amazonas: o potencial pouco explorado do Alto Solimões


Por Orsine Jr.

17/05/2022 14h09 — em
Turismo, eu acredito!


Foto: Reprodução Internet

Durante viagem ao Alto Solimões, no último final de semana, vimos o quanto o potencial turístico da região ainda tem muito a ser desenvolvido e explorado. Pesca esportiva, etnoturismo e os turismos de aventura, fronteira e gastronômico são as principais atividades do setor que podem ser os grandes geradores de novos empregos. Mas, para isso, volto a “bater na tecla” do investimento.

A região, ainda, é carente de infraestrutura, mesmo com inúmeros atrativos para turistas do mundo inteiro. A urbanização das cidades precisa ser revista, assim como investimentos nas áreas de saneamento básico, segurança, saúde, mão de obra e ampliação da rede hoteleira são indispensáveis, quando se pensa em tornar o turismo uma das matrizes econômicas dos municípios amazonenses da área.

O Alto Solimões está localizado bem na área da tríplice fronteira Brasil-Peru-Colômbia e quando comparamos Tabatinga com Letícia (Colômbia) e Santa Rosa de Yavari (Peru), percebemos o quanto ainda precisamos evoluir em conectividade. Letícia, por exemplo, conta com um aeroporto internacional, enquanto os nossos terminais ainda precisam de reformas e balizamentos. Isso sem contar o preço dos voos para região (partindo de Manaus), que, dependendo da época, não saem por menos de R$ 1 mil.

O comprometimento do Poder Público e parlamentares com o segmento turístico é fundamental. Não podemos, de forma alguma, nos contentar apenas com o privilégio de vivermos em um Estado que tem potencial infindável, mas que é pouco aproveitado. O público precisa ser bem recebido e bem acolhido durante toda a viagem, pois só assim ele voltará outras vezes e recomendará os lugares por onde passou a outras pessoas.

Pelo potencial turístico do Alto Solimões, Turismo Eu Acredito!


Os artigos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados nesta coluna não refletem necessariamente o pensamento do Portal do Holanda, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

ASSUNTOS: Turismo, eu acredito!

+ Turismo, eu acredito!