Turismo - Orsine Jr - O ordenamento do Rio Tarumã-Açú 'para já'

   Compartilhe este texto

O ordenamento do Rio Tarumã-Açú 'para já'

Por ORSINE JR.

14/05/2022 9h02 — em Turismo

Foto: Divulgação

Nos últimos anos, os flutuantes despontaram como uma forte opção de lazer e turismo no Amazonas. Acontece que, além do lazer, o número de empreendimentos avançou de forma desordenada e colocou as águas dos nossos rios em risco, principalmente, na área da bacia do Tarumã-Açú, que abriga quase mil flutuantes — comerciais, balneários e residenciais. A área precisa, urgentemente, de ordenamento.  

A preservação do meio ambiente é fundamental e apoiamos o ordenamento da área para que não sintamos os impactos da degradação de um dos nossos maiores patrimônios turísticos e bem natural, os nossos rios. É necessária a ação de órgãos de fiscalização e entes públicos no local para que sejam inspecionadas as situações de cada empreendimento para saber se eles colocam, ou não, em risco a biodiversidade.

Foto: Divulgação

Somos a favor dos flutuantes legalizados, que atuam dentro das normas e, por isso, não podemos esquecer que os nossos rios, além de atrativos turísticos, são fontes de renda de milhares de ribeirinhos. O descaso com as nossas águas culminaria em um colapso ao meio ambiente, nas nossas vidas e economia. No caso do turismo, atividades de lazer e até a pesca esportiva poderiam ser afetadas.  

Já existe uma determinação do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) para que seja elaborado um plano de ação para a retirada de flutuantes irregulares da área do rio Tarumã-Açu. As licenças para novos empreendimentos também estão suspensas. Essas são medidas válidas para a preservação do ouro amazônico, nossas belas águas.

Estamos de olho e na torcida para que o rio Tarumã-Açu não seja transformado em rio Tietê!

Pelo ordenamento do Tarumã-Açú, Turismo Eu acredito!
 



ASSUNTOS: Turismo

+ Turismo