Compartilhe este texto

Arena da Amazônia, um patrimônio que deve ser melhor explorado


Por Orsine Jr.

14/02/2022 19h19 — em
Turismo, eu acredito!


Foto: FVO / Divulgação

Vocês sabem quanto custa, por mês, a manutenção da Arena da Amazônia? A resposta é R$ 1 milhão de reais. Construída para a Copa do Mundo de 2014, ela é considerada por muitos a mais bela do Brasil e, atualmente, recebe apenas jogos e shows de artistas nacionais. São 84 mil metros quadrados que deveriam ser melhor utilizados e explorados de inúmeras formas.  

Foto: Sala Multiuso / Amsterdã Arena

Poderíamos criar, por exemplo o museu do futebol brasileiro para homenagear craques e times que fizeram a alegria dos torcedores e encantaram gerações. Os estádio do Liverpool, na Inglaterra, considerado cinco estrelas pela União das Associações Europeias de Futebol (UEFA), e o La Bombonera, na Argentina, são excelentes referências em relação ao interesse turístico e cultural para quem os visitam. Ambos oferecem ao público experiências inesquecíveis de conhecer a história dos mais reconhecidos times e jogadores do mundo. 

Na Arena do Ajax, em Amsterdã, existem inúmeros espaços multifuncionais que são utilizados para shows, feiras, congressos e alta gastronomia. Somente 35% do seu calendário é ocupado por jogos de futebol. O restante, fica para outras atividades que vão desde casamentos, aniversários, festivais, feiras à reuniões corporativas. Por que não podemos fazer o mesmo em nossa linda arena da Amazônia? Que tal promovermos shows turísticos, com ênfase em nossas raizes culturais, acompanhados de jantares temáticos? Seria, por si só, um grande diferencial para os nossos visitantes! 

Foto: Visitação / Amsterdã ArenaOutra forma oportuna para utilizar o potencial da Arena da Amazônia para o nosso turismo é na sua visitação, oferecendo a possibilidade de descontos para os próprios amazonenses, como já é feito no Teatro Amazonas. Muitos apreciadores do esporte tem o interesse de conhecer de perto o gramado, o vestiário e as cabines de transmissão, por exemplo. Teríamos um rendimento financeiro que, com certeza, ajudaria na equalização dos gastos com a manutenção e conservação. 

Foto: Vestiário / Liverpool Stadium

Por fim, podemos e devemos também fazer uso social do estádio, implantando escolinhas de futebol, treinamento de times amadores e fomentando as atividades esportivas educacionais. Precisamos aproveitar os nossos impostos gastos mensalmente em uma estrutura que pode oferecer rentabilidade social para nossa população. Tirando muitos de nossos jovens do risco social. Capacidade, infraestrutura e recursos para investimentos não nos falta, temos que tornar a Arena da Amazônia uma área com grandes atrativos, fomentando o turismo e a responsabilidade social. Basta que tenhamos políticas públicas para tal.

Pela melhor utilização da Arena da Amazônia, turismo eu acredito!


Os artigos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados nesta coluna não refletem necessariamente o pensamento do Portal do Holanda, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

ASSUNTOS: Turismo, eu acredito!

+ Turismo, eu acredito!