Desembargador aparece com esposa no colo durante audiência virtual

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

03/12/2021 12h37 — em Política

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Uma sessão virtual da 2ª Turma Cível do TJDFT (Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios) exibiu um momento privado do desembargador João Egmont Leôncio Lopes, em que a esposa dele se sentou no colo do magistrado, na quarta-feira (1º).

Enquanto a relatora Sandra Reves comentava seu voto sobre o caso avaliado na audiência, Aline de Pieri aparece ao lado de Egmont e se senta no colo dele. Segundos depois, ela se levanta, e o desembargador retorna ao centro da tela. A imagem dele é cortada da tela com os outros magistrados.

Um vídeo que exibia esse trecho da sessão repercutiu nas redes sociais, com internautas questionando a postura dos desembargadores na audiência.

Na quinta (2), o presidente da subseção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Anápolis (GO), Jorge Henrique Elias, que havia compartilhado o registro em seus perfis nas redes sociais, disse que a mulher era uma "servidora", o que foi desmentido pelo TJDFT em seguida.

"[...] em contato com o Desembargador João Egmont, foi apurado que a pessoa na tela durante a sessão da 2ª Turma Cível, neste 1º/12, na residência do magistrado, é sua esposa, que não é servidora do TJDFT. O fato não gerou prejuízo aos trabalhos da sessão", publicou o tribunal.

O advogado se retratou com o casal e retirou o vídeo do ar.

Aline rebateu a publicação de Elias em seu Instagram, mas apagou sua publicação em seguida. "Adianto que estava lanchando, cheguei do trabalho e me sentei na perna do meu marido para dar um oi, não havendo qualquer outra conotação. Falei com ele e me vi na tela, uma vez que ele se equivocou pensando ter desligado a câmera. Equívoco inclusive possível de acontecer com qualquer pessoa que trabalha horas a fio com julgamentos pesados", justificou.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Política