Preso é morto por detentos após ser acusado de estupro

Por

08/07/2014 9h18 — em Policial

 

RIO PRETO DA EVA (AM) - Poucas horas após ser preso, o padeiro Aguinaldo Canaquia Moreira (39) foi espancado e morto na cela da 36ª Cicom, na cidade de Rio Preto da Eva.

O crime aconteceu por volta das 21h e Aguinaldo dividia cela com outros 11 detentos. Uma mini rebelião teve início e o padeiro acabou espancado até a morte.

A família diz desconhecer o motivo da prisão de Aguinaldo e que inicialmente teriam sido informados de que seria por estupro. Pouco depois disseram que tinha a ver com a Lei Maria da Penha. Ele era casado e tinha três filhos.

A Polícia Civil informou que o padeiro é suspeito de abusar sexualmente da enteada mas que a prisão teria sido efetuada por agredir a esposa. Acredita-se que a morte de Aguinaldo tenha ocorrido por causa do estupro.