Pai de suspeito nega que filho tenha atirado em policial

Por

21/06/2014 11h05 — em Policial

Manaus/AM – Pai de um dos suspeitos de ter atirado no soldado PM Antonio Amaral Viana, no último dia 4 de junho e que morreu nesta semana, o sargento B. Ribeiro, lotado na 26 ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), nega participação de seu filho.

Em mensagem SMS encaminhada a policiais militares no dia do enterro de Antonio Amaral Viana, na quinta-feira 19, Ribeiro, além de negar que seu filho tenha atirado no soldado, diz que o mesmo não ouviu seus conselhos. B. Ribeiro acrescenta que está "com o coração partido e morrendo de vergonha."

Confira na mensagem.