Compartilhe este texto

Empresa financeira que enganava clientes em Manaus pegou veículos prometendo quitar dívidas

Por Portal Do Holanda

13/06/2024 17h44 — em
Policial


Foto: Erlon Rodrigues/PC-AM

Manaus/AM - Policiais civis cumpriram, nesta quarta-feira (12), mandado de busca e apreensão em uma empresa financeira investigada por enganar clientes, em Manaus. A ação aconteceu na Avenida Urucará, bairro Cachoeirinha, zona sul.

De  acordo com a polícia, foram encontrados três veículos que haviam sido deixados para quitar dívidas com os bancos credores. Conforme o delegado Mauro Duarte, titular do 30º DIP, os veículos foram deixados por pessoas que, anteriormente, haviam sido enganadas pela referida empresa ao assinarem um contrato sob a promessa de reduzir em até 70% suas dívidas bancárias, pagando entre R$ 6 mil e R$ 14 mil a título de serviço, com um prazo de duração de 6 a 18 meses.

“As vítimas eram orientadas a não pagar mais nenhuma prestação de suas pendências aos bancos. No entanto, após vários meses e ao receberem dezenas de ligações dos bancos credores, perceberam que suas dívidas não estavam sendo negociadas. Elas passaram a contatar os funcionários da empresa para resolver o problema, mas não obtiveram retorno”, disse o delegado.

Segundo a autoridade policial, diante da situação, a empresa, por intermédio dos funcionários, sugeriu às vítimas que entregassem seus veículos como forma de quitar as dívidas com os bancos credores, o que foi aceito por elas. No entanto, as ligações dos bancos continuaram, e as vítimas perceberam que haviam sido enganadas.

“No dia 7 deste mês, uma das vítimas compareceu à delegacia e registrou um Boletim de Ocorrência (BO), relatando os fatos. Com base nisso, foi solicitada à Justiça a busca e apreensão para recuperar o bem, e o mandado foi expedido na tarde de quarta-feira (12) e cumprido no mesmo dia”, pontuou o delegado.

Mauro Duarte salientou que, no local, foram encontrados mais dois veículos na mesma situação, totalizando três carros apreendidos.

Operação Loki - No dia 15 de maio deste ano, foi deflagrada a Operação Loki em Manaus, Paraná e São Paulo contra os responsáveis pela empresa em cada estado. Na ocasião, Daniella Weiber de Carvalho de Sousa e Thiago Aldo Roque de Sousa, além de dois gerentes da filial de Manaus, Felipe Kaio Domingos e Paulo Eduardo Polsaque Júnior, e outros cinco funcionários, foram presos pelos crimes de estelionato, associação criminosa, não fornecimento de nota fiscal de serviço e lavagem de dinheiro.

Daniella e Thiago Aldo ainda continuam presos; os demais foram liberados no dia 20 de maio, pois haviam sido presos temporariamente.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Policial

+ Policial