Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Juiza aperta todo mundo. Quer saber quem expediu alvarás falsos. Veja documentos

Publicado

em

Por

A juíza Anagali Marcon Bertazzo vai ouvir Leonardo Augusto Soares,  Coordenador do Setor de Informática do  Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas, e Frank dos Santos Bezerra, diretor do Centro de Detenção Provisória de Manaus, sobre a origem dos alvarás falsos que foram usados para colocar em liberdade dois latrocidas no feriado da Semana Santa.

Manus - A juíza Anagali Marcon Bertazzo, da 4ª Vara Criminal, quer saber quem foi o responsável  pela expedição dos alvarás falsos que colocaram em liberdade os latrocidas Jerry Adriano Theodósio e Miguel Vicente de Souza, que estavam  no Centro de Detenção Provisória de Manaus, mas ganharam liberdade no último sábado, dia 7.

Anagali  pediu informações de Leonardo Augusto Soares,  Coordenador do Setor de Informática do  Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas.

O diretor do Centro de Detenção Provisória de Manaus, Frank dos Santos Bezerra, também foi convocado para prestar depoimento, no sábado dia 14, em audiência de sindicância.

A magistrada determinou que mandados de prisão contra Jerry Adriano e Miguel Vicente, a Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd).

Latrocínio

Jerry Adriano e Miguel Vicente, dia 26 de maio do ano passado, juntamente com Marcos Vinícius Nogueira Amorim e Elder da Silva Gomes, 35. Eles são especializados em assaltos a residência e suspeitos de terem participado do duplo latrocínio, tendo como vítimas o empresário coreano Hae Soo Chung, 57, e sua companheira Vanessa de Souza Loureiro, 25, mortos em sua residência, fato ocorrido no dia 21 de abril do ano passado.

NULL

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.