Siga o Portal do Holanda

Manaus

FHC visita o parque do Mindu em Manaus

Publicado

em

Por

Vinte anos depois de ter sido plantada num dia 22 de março, Dia Mundial da Água, a sumaumeira símbolo da criação do Parque Municipal do Mindu foi visitada por um dos ilustres participantes do 3º Fórum Mundial de Sustentabilidade. O cardeal tucano Fernando Henrique Cardoso foi ao Mindu reverenciar o vigoroso exemplar da maior árvore da Amazônia.

Ciceroneado pelo criador do parque à época em que foi prefeito de Manaus, o ex-senador Arthur Virgílio, e cercado por uma revoada de tucanos menores, FHC sentiu-se emocionado ante a árvore de mais de 15 metros de altura que ostenta em seus galhos vistosos ninhos do pássaro japiim.

À sombra da sumaumeira ele lembrou que o exemplar foi plantado por seu ex-líder político no Congresso, Arthur Virgílio e a então primeira-ministra da Noruega Bo Brundtland, hoje uma das maiores ativistas de causas ambientais e autora do famoso Relatório Brundtland – Nosso Futuro Comum, divulgado em Oslo em 1987.

FHC lamentou que Bo não pudesse estar presente à visita, ela que participou na quinta-feira da abertura do Fórum, fez uma palestra e teve de viajar no mesmo dia para a Índia, para engajar-se na resolução de conflitos sociais naquele país. “Infelizmente a vida de pessoas que se dedicam a causas humanitárias não lhes deixa muito tempo livre”, disse ele.

Assediado pela imprensa, Fernando Henrique falou durante mais de dez minutos sobre temas ambientais e política. Disse, por exemplo, que não tem mais porque se envolver em campanhas políticas, a não ser na cidade em que vive, São Paulo. “Como presidente da República eu nunca me envolvi e agora que já não participo mais da vida política, não tenho porque me envolver”.

Mas indagado se apoiaria a candidatura do ex-senador Arthur Virgílio a prefeito de Manaus, foi taxativo: “Claro que eu apoio, até votaria nele” (risos). A seu lado, e após a entrevista de FHC, Virgílio disse que o partido ainda não decidiu como marchará nas eleições municipais deste ano.

 “É certo que temos alguns candidatos”, disse, citando os nomes de Plínio Valério, Paulo de Carli, Mário Frota e Jefferson Praia. “Mas agora não posso falar de política, pois só retornei ao Brasil há algumas horas, depois de passar um ano em Portugal. Preciso primeiro me adaptar às minhas coisas pessoais”, explicou.

 Depois, de bom humor, disse que acabara de descobrir as coisas boas do seu banheiro na casa em Manaus: “Eu acabei de descobrir, por exemplo, que o banho em Manaus é muito melhor do que em Portugal”. E completou: “Quando eu terminar de me arrumar vou entrar de cabeça na política”.

Ainda em relação à política, só uma coisa Virgílio deixou bem claro. Não haverá aliança com o senador Eduardo Braga e uma possível candidatura sua não terá nenhuma influência do peemedebista. “Não tenho nada a ver com Braga. Nasci longe dele, bem longe, politicamente mais longe ainda”, disse cortando o assunto.

Concordou, porém, que “o ideal é que o partido tenha um candidato próprio, mas eu não tenho nenhuma intenção de ser candidato”.

NULL

+ Manaus

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.