Prédio de Colégio Militar em Manaus tem risco de desabar, denunciam pais

Por Portal do Holanda

07/02/2020 12h02 — em Amazonas

Foto: Divulgação

Manaus/AM - Pais de alunos da Escola Estadual Coronel Pedro Câmara, administrado pela Polícia Militar (CMPM-VIII), está com risco de desabamento devido a rachaduras no prédio anexo da unidade, localizado no bairro Santo Agostinho, zona Oeste de Manaus. As aulas ainda não foram iniciadas na unidade, segundo os pais, que também relatam descaso da Secretaria de Educação do Amazonas. 

De acordo com a denúncia, as salas de aula 1 e 2 e a sala dos professores são algumas que estão comprometidas. A administração da escola juntamente com os professores teria suspendido o início do ano letivo na unidade na espera de uma resolução do problema. 

A Secretaria de Educação então teria realizado reparos considerados superficiais pelo pais dos alunos, passando massa corrida para supostamente esconder as rachaduras. “Tem rachadura na parede enorme, que a Seduc escondeu, passou massa por cima, escondeu. O prédio está com risco de desabamento”, relatou um dos pais que verificou a situação in loco. 

Ainda conforme a denúncia, professores estão querendo deixar o colégio, para serem transferidos a outras unidades de ensino, caso a Secretaria não resolva o problema estrutural do prédio anexo. 

Um posicionamento da Secretaria de Educação do Amazonas foi solicitado pela reportagem que respondeu ao caso com a seguinte nota:

"A Secretaria de Estado de Educação e Desporto informa que não procede a informação sobre o risco de desabamento do prédio afirmado pela reportagem. Em dezembro de 2019, o Departamento de Infraestrutura (Deinfra) da secretaria esteve na unidade e o laudo da equipe de engenharia apontou que os serviços necessários no prédio são de manutenção básica, uma vez que os problemas não são estruturais e sim de externos. A Secretaria informa, ainda, que a escola já está incluída na programação de manutenções que serão executadas em 2020."


+ Amazonas