Anitta cobra R$ 200 mil por show, mas Bi Garcia pagará 150% a mais

Por Portal do Holanda

19/06/2019 15h23 — em Amazonas

Foto: Reprodução/Instagram

Manaus/AM - De acordo com publicação da Revista Exame, de janeiro deste ano, a cantora Anitta cobra em média R$ 200 mil por show no Brasil, mas para se apresentar na Festa dos Visitantes de Parintins ela receberá150% a mais, o equivalente a R$ 500 mil, em contrato assinado pelo prefeito Bi Garcia (PSDB). A apresentação será no evento que antecede o Festival Folclórico dos bois-bumbás, no próximo dia 27 de junho.  

O contrato de Anitta foi divulgado no Diário Oficial dos Municípios do Amazonas no dia 26 de abril, assinado por Bi Garcia com a empresa Rodamoinho Produtora de Eventos Ltda., que pertence a cantora carioca. 

Neste contrato não há nenhuma justificativa para o aumento de 150% do cachê de Anitta. Segundo informação divulgada pelo site Amazonas1, é comum que artistas cobrem a mais, cerca de 30%, por apresentações na região Norte do Brasil, após consulta a empresários de eventos de Manaus. 

Prefeito reincidente

Bi Garcia é alvo do Ministério Público do Amazonas (MP-AM) por firmar contratos com artistas nacionais, com cachês elevados. Na Festa dos Visitantes de 2018, o prefeito de Parintins gastou R$ 700 mil com as apresentações de artistas.

Dois dias antes do evento, a promotora de Justiça Carolina Monteiro Chagas Maia instaurou um procedimento preparatório para apurar possível irregularidade na contratação de serviços pagos com dinheiro público para a realização do evento.

Na época, a Prefeitura de Parintins não divulgou o total de gastos, mas contratou, além dos artistas locais, a dupla Zé Neto e Cristiano, o DJ Alok e o cantor de pagode Uendel Pinheiro.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas