Compartilhe este texto

Ditador da Belarus diz que país foi atacado pela Ucrânia, mas sem mostrar evidências

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

02/07/2022 15h34 — em
Mundo



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ditador da Belarus, Aleksandr Lukachenko, disse neste sábado (2) que a Ucrânia disparou há três dias mísseis contra seu país. Na ocasião, os ataques teriam sido interceptados. O líder bielorusso não mostrou evidências que comprovem a afirmação e, até a publicação deste texto, Kiev não havia comentado a acusação.

"Eles estão nos provocando", afirmou Lukachenko, que disse não haver tropas da Belarus no conflito da Ucrânia. Nos primeiros dias da guerra, porém, soldados russos que tentavam chegar a Kiev saíram da Belarus, ainda que não tenham conseguido conquistar a capital ucraniana.

Na semana passada, o presidente russo, Vladimir Putin, anunciou que Moscou entregará mísseis com capacidade nuclear a Minsk. O Iskander-M, que substituiu o míssil soviético Scud, tem alcance de até 500 quilômetros.

Na ocasião, Lukachenko disse que "Minsk deve estar preparada para tudo, inclusive para o uso de armamentos sérios para defender a nossa pátria".



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Mundo

+ Mundo