Susam nega surto meningite em Manaus

Por Portal do Holanda

04/12/2014 0h07 — em Amazonas

Morreu nesta quarta-feira, 03, na Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado, uma estudante de 18 anos com suspeita de meningite meningocócica. 

Informações da Secretaria de Saúde (Susam) dão conta de que a estudante apresentava estado grave, com quadro sugestivo de meningococcemia. 

A Susam informa, ainda, que em Manaus não há surto de meningite e que todas as medidas foram adotadas pela Semsa, como a visita às famílias, escola, amigos, e realização de palestra de educação em Saúde, para tranquilizar alunos e professores.

Em nota divulgada, o órgão admite, també, diminuição de casos da doença em relação ao ano passado. De janeiro a novembro de 2013 foram 160 casos registrados. Em 2014, no mesmo período, foram 136 casos, uma diminuição de 15%.

O número de óbitos também diminuiu em relação a 2013. No ano passado foram 17 mortes pela doença e, este ano, foram 13, uma diminuição de 23,5%.

Os sintomas de meningite são dor de cabeça, vômito, febre alta, manchas na pele, pescoço endurecido (rigidez de nuca), sonolência e convulsões. Crianças menores de um ano de idade podem apresentar vômitos, sonolência, irritabilidade aumentada, convulsões, abaulamento da fontanela (uma curva suave para fora - externa - da moleira de um bebê), fontanelas afundadas, acompanhado ou não de exantema petequea (erupção cutânea).

Caso haja esses sintomas - diz a nota-, é necessária a hospitalização imediata, realização de punção lombar (antes da introdução de antibióticos) e coleta de sangue, para esclarecimento do diagnóstico.

A Semsa, explica, notifica e investiga imediatamente o caso preenchendo corretamente todos os campos da ficha de investigação e verifica qual a etiologia da Meningite. Casos de doença Meningocócica e Meningite por Haemophilus influenzae, exigem realização de quimioprofilaxia imediata nas pessoas que tiveram contato direto com o doente.