Compartilhe este texto

São Paulo bate o Cruzeiro de virada e pega o Palmeiras nas semis da Copinha

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

19/01/2022 23h35 — em Esportes


SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O São Paulo venceu o Cruzeiro de virada por 2 a 1 em jogo iniciado na noite desta quarta-feira (19), no Anacleto Campanella, e está nas semifinais da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Os gols da vitória foram marcados por Maioli e Vitinho. Ageu anotou para os mineiros.

No sábado (22), pela semifinal, o time tricolor, ainda com 100% de aproveitamento na Copinha, vai encarar o Palmeiras, que mais cedo superou o Oeste por 5 a 2. O clube alviverde soma cinco vitórias e um empate na competição.

Na outra chave, valendo vaga na decisão, Santos e América-MG se enfrentam na sexta (21), às 20h (horário de Brasília), no Anacleto Campanella.

O início da partida entre São Paulo e Cruzeiro foi truncado, com forte marcação dos cruzeirenses diante dos tricolores, e poucas finalizações de ambos os lados.

A primeira boa oportunidade veio aos 30 minutos, após bobeira de Lucas Beraldo, quando Alex Matos invadiu a área e chutou firme para a defesa de Young. No lance seguinte, Vitinho cobrou escanteio, Ageu subiu na primeira trave e desviou de cabeça para abrir o placar para os mineiros.

O jogo foi paralisado depois de os refletores se apagarem aos 35 minutos. Antes da bola rolar, o estádio já havia sofrido uma queda de energia.

Após a pausa de 16 minutos até o retorno da luz, o duelo recomeçou com o São Paulo mostrando mais agressividade para atacar, mas abusando das bolas alçadas na área da equipe celeste, que se defendia bem.

O jogo se encaminhava para o intervalo, quando Caio avançou rápido pela direita, cruzou rasteiro e Maioli se aproveitou de corte mal feito pela zaga para pegar de primeira e vencer o goleiro Denivys, assegurando o empate nos acréscimos.

Os tricolores começaram a segunda etapa ainda mais inflamados no ataque, com três grandes chances nos primeiros minutos. Aos quatro, Caio foi acionado pela esquerda e cruzou na pequena área para Vitinho, que não conseguiu finalizar e desperdiçou o momento para virar.

Quatro minutos depois, Caio foi acionado com espaço, invadiu a área e encheu o pé, mas mandou no travessão. Aos 14, Luiz Henrique recebeu livre na área, mas chutou mal e Denivys defendeu com segurança.

Caio voltou a levar perigo aos 16, quando recebeu de Luiz Henrique, soltou a bomba e obrigou o goleiro cruzeirense a defender mais uma.

Após o bombardeio no início do segundo tempo, o clube tricolor se manteve impetuoso na frente e quase marcou aos 32, após finalização de Luiz Henrique, muito bem defendida por Denivys.

No lance seguinte, a insistência foi premiada: João Adriano recebeu pela área e ajeitou para o chute de Vitinho, que desviou em Matheus e bateu no travessão antes de morrer nas redes, sem chances para o goleiro. Agora, o camisa 11 é o artilheiro tricolor na Copinha, com cinco gols.

Com a desvantagem no placar e pouco mais de dez minutos restando em São Caetano, o Cruzeiro foi para cima. Logo aos 37 o empate quase saiu, após cruzamento de Kaiki, desvio de Vitinho e chute de Alex Matos, que finalizou mal e perdeu uma grande chance.

Já nos minutos finais, o São Paulo apertou a marcação, retendo a posse de bola quando a recuperava, e administrou a vantagem.

Com início previsto para as 21h30, a partida em São Caetano começou às 22h após uma queda de energia no Anacleto Campanella.

Mesmo após o retorno da luz, ainda antes do horário marcado, uma confusão na entrada dos torcedores fez com que uma senhora fosse levada às pressas a um hospital da região, e o jogo só teve seu pontapé inicial após a ambulância voltar.

Já durante a partida, com 35 minutos de jogo, a energia voltou a cair e alguns refletores apagaram. O confronto ficou paralisado por 16 minutos. O apito final só foi dado já na madrugada desta quinta (20).

Para o confronto em São Caetano, o técnico Alex montou o time com Young; Nathan, Guilherme, Lucas Beraldo e Petri; Pablo e Léo; Caio (Negrucci), Vitinho (Ythallo) e Luiz Henrique (Patryck); Maioli (João Adriano).

Já Mário Henrique, comandante do Cruzeiro, escalou Denivys; Riquelmy, Matheus, Paulo e Kaiki; Miticov, Ageu (Vitor Roque), Daniel e Vitinho (Paulinho); Victor Diniz (Breno) e Alex Matos.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Esportes

+ Esportes