Recorde mundial de sul-africana tem surpresa da própria nadadora e abraço coletivo

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

29/07/2021 23h06 — em Esportes

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A nadadora Tatjana Schoenmaker, da África do Sul, causou um dos momentos mais emocionantes das Olimpíadas de Tóquio-2020 até aqui, nesta quinta-feira (29, horário de Brasília).

Ao conquistar o ouro nos 200 m peito, ela mal acreditou que, além de ter obtido a vitória, havia quebrado o recorde mundial com o tempo de 2m18s95. Ao perceber o recorde, a sul-africana começou a chorar.

As duas americanas que ficaram com prata e bronze, Lilly King e Anne Lazor, respectivamente, nadaram até a vencedora e a abraçaram. O público presente no centro aquático de Tóquio aplaudiu a cena.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Esportes