Promotoria acusa Pistorius de crime premeditado

Por

19/02/2013 8h52 — em Esportes

©afp.com / Alexander Joe
Caixão com o corpo de Reeva chega ao crematório de Port Elizabeth

PRETÓRIA (AFP) - A promotoria sul-africana afirmou nesta terça-feira que o atleta paralímpico Oscar Pistorius cometeu "assassinato premeditado" ao atirar três vezes contra a namorada, Reeva Steenkamp, cujo corpo foi levado nesta terça-feira a uma capela de Port Elizabeth para ser cremado.

"A vítima foi atingida três vezes quando estava no banheiro", afirmou o promotor Gerrie Nel.

"A porta do banheiro foi derrubada pelo lado de fora, Acreditamos que a porta estava trancada com chave", disse Nel na sala de audiência de um tribunal de Pretoria.

O promotor afirmou que Pistorius, de 26 anos, pegou a arma, colocou as próteses, caminhou sete metros e atirou três vezes através da porta fechada, o que demonstra, segundo Nel, que foi um ato premeditado.

Pistorius, que assim como na sexta-feira chorou durante a audiência, supostamente matou Steenkamp com uma pistola de 9 mm.

"O acusado disse a sua irmã que pensava que era um ladrão. Por quê um ladrão vai se trancar no banheiro?", perguntou o promotor.

O advogado do atleta afirmou, no entanto, que a morte da jovem "não foi um assassinato".

"Não há nenhum elemento que indique a mínima premeditação. Tudo o que sabemos é que se trancou no banheiro. Ela foi morta no banheiro (...) ele acreditou que era um invasor", disse o advogado Barry Roux, enquanto o atleta chorava.

"Sustentamos que nem sequer é um assassinato", disse Roux.

Vários advogados, especialistas em temas médicos e profissionais de relações públicas participam na elaboração da defesa de Pistorius.

Stuart Higgins, ex-diretor de redação do jornal britânico The Sun, que tem entre seus clientes a British Airways e os clubes de futebol Chelsea e Manchester United, comanda as relações públicas.

A defesa de Pistorius também destaca que o acusado nunca foi condenado e não tem nenhum antecedente.

Familiares do atleta afirmaram que que "a acusação carece de elementos e que até o Estado, incluindo sua própria evidência forense, refuta energicamente qualquer possibilidade de um assassinato premeditado ou de um simples assassinato".

Ao mesmo tempo, o caixão de Steenkamp chegou a uma capela de Port Elizabeth, onde o corpo da namorada de Pistorius, uma modelo de 29 anos, deve ser cremado.

A cerimônia privada acontece nas proximidades de um parque desta cidade costeira, onde Steenkamp morou por vários anos.

Pistorius entrou para a história do atletismo mundial nos Jogos Olímpicos de Londres-2012, quando virou o primeiro campeão paralímpico a disputar provas ao ao lado de atletas sem deficiência.

    Next: Williams apresenta FW35 no circuito de Barcelona
    Back: Esporte

 

 

NULL