Siga o Portal do Holanda

Esportes

Muito dinheiro e poucas prestações de contas na FAF

Publicado

em

Manaus/AM - De acordo com o balanço financeiro de 2014 divulgado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a Federação Amazonense de Futebol (Faf) é tida como a segunda subsidiada que mais recebeu incentivos. Somente o Acre ficou à frente do Estado. Segundo o documento, foram mais de R$ 1,7 milhão para o Amazonas. Além disso, há o acúmulo dos patrocinadores que arrecadou à federação mais R$ 1,2 milhão.

Dissica Valério Tomaz disse que a Faf tem muitos gastos. Segundo ele, somente a folha de pagamento é aproximadamente R$ 56 mil. Além disso, afirma que a federação está gastando pelo menos R$ 1 milhão em um evento que envolve sete municípios do interior do AM.

Veja Também

Os números são os melhores na Faf. Com a inauguração no último ano da Arena da Amazônia, o órgão recebeu R$ 496 mil só com a taxa das partidas, isso fora os R$ 32.800 do Campeonato Amazonense, o que resultou também em R$ 442 mil em transferência de atletas e R$ 280 mil de patrocínio.

Nem todos esses valores foram devidamente justificados. É o que diz a promotora do Ministério Público, Kátia Maria. Segundo ela, o presidente da Faf mostrou alguns recibos em branco. Alguns documentos apresentados estavam escritos à mão.

Em resposta a isso, Dissica informou que a verba acumulada pelo  órgão não é de origem pública, portando não cabe justificar declaração.

MP de olho na FAF

A ação corre desde 2009. O Ministério Publico do Estado (MPE) está de olho na Faf porque o órgão não tem prestado contas como deveria. Além disso, há o questionamento sobre o tempo em que o presidente da federação está à frente do cargo, o que contradiz a “Lei Pelé”. Dissipa está presidindo a Faf há 23 anos.

+ Esportes

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.