Compartilhe este texto

Inter cede virada relâmpago em 1º jogo após enchentes e se complica na Sula

Por Folha de São Paulo

28/05/2024 22h48 — em
Esportes



SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Depois de um mês parado diante das enchentes no Rio Grande do Sul, o Inter voltou aos gramados e até dominou o Belgrano, mas mostrou desatenção, perdeu de virada por 2 a 1 em Barueri com dois gols relâmpagos e se complicou na tabela da Sul-Americana. Borré abriu o placar, mas Chavarría, com dois gols em três minutos, decretou a vitória dos visitantes ainda na 1ª etapa.

O resultado deixa a equipe de Eduardo Coudet estacionada com 5 pontos, sete atrás dos líderes argentinos e três atrás do vice Delfín. O Colorado, no entanto, tem dois jogos para fazer e pode alcançar o 2° lugar da chave, que também traz o Real Tomayapo.

O Inter volta a campo já no sábado (1), contra o Cuiabá, em jogo do Campeonato Brasileiro. Na Sul-Americana, o próximo duelo é diante do Real Tomayapo, na terça (4).

COMO FOI O JOGO

O 1° tempo teve um Inter móvel, mas punido por desatenção. Comandando as ações e valorizando a posse de bola, a equipe confundiu a marcação argentina com dois atacantes enfiados e outros dois pontas alargando o campo - foi pelo lado, inclusive, que saiu a assistência de Wesley para Borré abrir o placar. O problema é que Chavarría, em duas bobeadas defensivas brasileiras, virou o jogo em questão de três minutos já nos minutos finais.

Na etapa final, os gaúchos perderam a intensidade e ficaram encaixotados diante de um organizado Belgrano, que suportou fisicamente o ataque rival e chegou a explorar alguns contra-ataques antes do apito final.

GOLS E DESTAQUES

Lama no uniforme. Os jogadores do Inter entraram em campo com camisas "manchadas de lama", uma alusão ao estrago causado pelas chuvas no Rio Grande do Sul. O traje foi assinado assinado por todos os atletas e estará disponível em um leilão virtual, com todo o lucro revertido para o estado.

Inter ao ataque. Com a bola rolando, os mandantes iniciaram empurrando os argentinos, que se fecharam diante de um adversário bastante móvel. Com Enner Valencia e Borré flutuando pelo meio, Wesley, pela esquerda, e Maurício, pela direita, foram os responsáveis por conectar as primeiras jogadas de perigo.

Maurício esquenta Barueri. Mesmo sem a intensidade dos primeiros 15 minutos, o Inter seguiu incomodando um fechado Belgrano, que errou na saída de bola e quase foi punido aos 27 minutos: Maurício, após deixar Quignon no chão, arriscou de fora da área e obrigou Losada a fazer grande defesa, animando de vez o torcedor em Barueri.

Wesley escapa, e Borré marca. A insistência nas jogadas pelos lados deu certo para os gaúchos, que balançaram as redes aos 38 minutos. Wesley recebeu de Renê pela ponta esquerda, disparou e venceu o ala Barinaga antes de cruzar rasteiro para a área - coube a Borré, bem posicionado, dar um toque para abrir o placar: 1 a 0.

Bobeada fatal. O Belgrano empatou pouco antes do intervalo em uma trapalhada de Renê: o lateral errou um passe simples para a zaga ainda no campo de defesa e cedeu um contra-ataque letal: primeiro, Reyna parou em Robert Renan, mas Chavarría pegou o rebote e igualou o marcador: 1 a 1.

Chavarría, de novo, marca. Os argentinos viraram a partida nos acréscimos - em nova bobeada defensiva dos gaúchos. Velázquez recebeu de Reyna em velocidade e cruzou na medida para Chavarría, que apareceu nas costas de Robert Renan e superou Rochet com uma boa mescla de oportunismo e sorte: 2 a 1.

Coudet mexe. O Inter voltou para o 2° tempo sem a mesma energia dos primeiros 45 minutos e, apesar de ficar com a bola no campo de ataque, mostrou pouca eficiência ofensiva. A solução de Coudet foi mexer: Maurício deu lugar a Aránguiz no meio, e um tenso Robert Renan foi substituído por Gustavo Prado.

Últimos minutos frios. Em meio às mudanças, Alan Patrick ficou no quase em cobrança de falta que raspou a trave de Losada, e o Belgrano teve um pênalti anulado pelo VAR. Os mandantes até apostaram em cruzamentos para a área, mas a zaga argentina mostrou solidez e sustentou a vitória até o apito final.

Estádio: Arena Barueri, em Barueri (SP)

Árbitro: Alexis Herrera (VEN)

Assistentes: Lubin Torrealba (VEN) e Alberto Ponte (VEN)

VAR: Fernando Vejar (CHI)

Cartões amarelos: Baldi, Velázquez, Rébola (BEL)

Cartões vermelhos: não houve

Gols: Borré (INT), aos 38 min do 1° tempo; Chavarría (BEL), aos 44 min do 1° tempo e aos 47 min do 1° tempo

INTER

Rochet; Bustos (Bruno Henrique), Vitão, Robert Renan (Gustavo Prado) e Renê; Fernando (Alario), Maurício (Aránguiz) e Alan Patrick; Wesley, Borré e Enner Valencia. T.: Eduardo Coudet

BELGRANO

Losada; Moreno, Rébola e Baldi (Delgado); Barinaga, Heredia, Quignon, Metilli (Lencioni) e Velázquez (Troilo); Chavarría (Matías Suárez) e Reyna. T.: Juan Carlos Real


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Esportes

+ Esportes