Compartilhe este texto

Cruzeiro retira proposta, e Dudu diz que fica no Palmeiras

Por Folha de São Paulo

17/06/2024 20h15 — em
Esportes



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Anunciado como reforço do Cruzeiro no último sábado (15), Dudu não vai defender o clube celeste. O atacante do Palmeiras desistiu do acordo, que ainda não tinha sido assinado, e deixou irritados dirigentes das duas equipes.

"Pelo Palmeiras, ele está vendido", chegou a dizer Leila Pereira, na manhã de segunda-feira (17). No início da noite, porém, o jogador finalmente se pronunciou e afirmou que, depois de muito refletir, decidiu permanecer no time alviverde.

"Foram dias intensos, bem angustiantes, e resolvi me pronunciar somente após pensar muito e conversar bastante com a minha família. Realmente, recebi uma proposta muito boa e fiquei balançado. Talvez eu nunca mais receba uma oportunidade como essa. Tenho 32 anos e me ofereceram quatro anos de contrato", publicou, no Instagram.

"O Cruzeiro é um clube [por] que tenho um enorme carinho, e agradeço, demais, pelo reconhecimento, mas sinto que, neste momento, ainda não é a hora de sair e de encerrar o meu ciclo no Palmeiras. Sinto que posso seguir construindo a minha história aqui. Foram dias muito tristes e difíceis. Sofri duras críticas, mas eu sei o que está no meu coração e o quanto respeito essa instituição", acrescentou.

Pouco antes, o próprio Cruzeiro havia anunciado sua desistência do negócio. Com palavras duras contra o atleta, formado em suas categorias de base.

"Mediante os fatos que se tornaram públicos nos últimos dias, após o anúncio de acordo entre Cruzeiro, Palmeiras e Dudu, o clube celeste se dirige a sua torcida para informar que retirou oficialmente a proposta ao atacante e à equipe paulista. O Cruzeiro encara este assunto como encerrado, pois tem a obrigação de contar em seu elenco com atletas de palavra, compromissados, leais e que VERDADEIRAMENTE queiram estar no Cruzeiro", publicou.

Dudu, agora, vive uma situação desconfortável no Palmeiras. Ele tem contrato com o clube até o fim de 2025, mas deixou bastante incomodados o técnico Abel Ferreira e a presidente Leila Pereira, que deixou claro o seu descontentamento. Segundo ela, foi o próprio atleta que procurou o Cruzeiro e manifestou o desejo de uma transferência.

"Eu soube pelo Mattos", disse Leila, ao SporTV, quando chegava a um evento na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), na manhã de segunda. Ela se referia a Alexandre Mattos, que já foi dirigente do Palmeiras, hoje atua como CEO do Cruzeiro e confirmou a versão de Leila: "O Dudu procurou o Cruzeiro há mais ou menos 20 dias, dizendo que gostaria de novos ares".

Ciente das conversas, a presidente do Palmeiras pediu então a formalização de uma proposta. Os clubes se acertaram em uma transação de US$ 4 milhões (R$ 21,6 milhões), porém faltou uma assinatura.

"O atleta não assinou. O Barros [Anderson Barros, diretor de futebol do Palmeiras] assinou. Pelo Palmeiras, o Dudu está vendido. Eu preciso da assinatura dele", afirmou Pereira, insistindo que não partiu dela o desejo de vender o atleta.

"Em momento nenhum tentamos negociar. Ele tem contrato até 2025. O Dudu conversou outras vezes com o Barros com o intuito de sair do Palmeiras. Conversou com o Abel. Fazia mais de 20 dias que sabíamos dessa movimentação. Quem pediu para sair foi o jogador", reiterou.

A situação avançou até o ponto de o Cruzeiro anunciar no sábado a contratação. Segundo pessoas familiarizadas com a negociação, Mattos sentiu que o atleta estava em dúvida após o acerto apalavrado e resolveu fazer o anúncio para inibir uma possível mudança de planos.

Se era essa a ideia, não funcionou. Dudu recebeu apelos na internet para permanecer no Palmeiras e foi interpelado também por membros de torcidas organizadas. Segundo Paulo Serdan, figura proeminente da Mancha Verde, o atleta decidiu ficar "pela torcida".

O goiano é um dos maiores campeões da história alviverde. Contratado em 2015, conquistou três edições do Campeonato Paulista (2020, 2022 e 2023), quatro do Campeonato Brasileiro (2016, 2018, 2022 e 2023), uma da Copa do Brasil (2015), uma da Supercopa do Brasil (2023), duas da Copa Libertadores (2020 e 2021) e uma da Recopa Sul-Americana (2022).

Ele esteve apenas no início das campanhas do Paulista e da Libertadores em 2020, antes de ser emprestado ao Al Duhail, mas é considerado campeão pelo clube. De qualquer maneira, com ou sem esses títulos computados, a lista é vasta.

Pode ser suficiente para que boa parte da torcida esqueça a quase partida para o Cruzeiro. Mas não será fácil a situação do jogador dentro do clube, diante dos companheiros e especialmente sob comando de Abel.

Dudu está fora de ação desde agosto do ano passado, quando rompeu o ligamento cruzado do joelho direito e teve também uma lesão de menisco. Recuperado, chegou a ir ao banco de reservas na partida contra o Vasco, na última quinta (13), porém não foi acionado.

Ele não viajou com o grupo alviverde para a partida da noite de segunda, contra o Atlético Mineiro, em Belo Horizonte. Segundo comunicado do clube feito no domingo, "ele teve uma conversa com o técnico Abel Ferreira" e não foi relacionado "a pedido do departamento de futebol".


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Esportes

+ Esportes