Corredor de Bahamas fica com ouro nos 400 m rasos nas Olimpíadas

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

05/08/2021 8h37 — em Esportes

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Steven Gardiner, de Bahamas, conquistou o ouro nos 400 m das Olimpíadas de Tóquio-2020, com o tempo de 43s85.

A prata ficou com o colombiano Anthony Zambrano (44s08) e o bronze foi para o granadino Kirani James (44s19).

Os Estados Unidos, que tinham dois velocistas na final da prova (Michael Cherry e Michael Norman), ficaram fora do pódio.

A prova é a mais norte-americana do atletismo olímpico. Até Tóquio-2020, os Estados Unidos haviam vencido 19 das 27 finais olímpicas dos 400 m.

Com a derrota em Tóquio, o país vive seu maior jejum de vitórias na distância. Os norte-americanos não ganham o ouro desde Pequim-2008, com LaShawn Merritt.

Nos Jogos seguintes, o país viu os triunfos de Kirani James (Londres-2012) e do sul-africano Wayde van Niekerk (Rio-2016).

RECORDE

O queniano Abel Kipsang bateu o recorde olímpico na semifinal dos 1.500 m com o tempo de 3min31s65.

O recorde anterior pertencia a outro queniano, Noah Ngeny, que havia marcado 3min32s07 em Sydney-2000.

Como forma de comparação, na primeira eliminatória, o britânico Jake Wightman chegou na frente, em 3min33s48.

A final da prova será neste sábado (7), às 8h40.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Esportes