Contra o Santos, Palmeiras revê situação ao jogar fora do Allianz

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

22/08/2020 10h33 — em Esportes

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Uma situação comum nos últimos cinco anos voltará à tona neste domingo (23), durante o clássico entre Palmeiras e Santos, pela quinta rodada do Brasileiro. O time alviverde terá de atuar fora do Allianz Parque mesmo na condição de mandante, pela 27ª vez. A situação acontece novamente por força do contrato firmado com a WTorre. O clássico será no Morumbi, a partir das 16h (horário de Brasília).

A construtora, responsável pela obra que durou pouco mais de quatro anos, tem direito os direitos de exploração de superfície por 30 anos. Uma vez que a Arena foi inaugurada em 2014, essa condição vai durar até 2044.

Como pagou por todo o custo da construção, a WTorre recebe esse dinheiro de volta com a receita dos eventos no estádio. Nesse cenários, os shows musicais são fundamentais à empresa, mas quase sempre tiram o Palmeiras no estádio quando as datas coincidem.

Dessa vez, o estádio receberá torcedores para a transmissão em um telão da Liga dos Campeões, entre Paris Saint-Germain e Bayern de Munique, que será no mesmo horário do clássico.

O modelo de negócio pode parecer ruim ao Palmeiras nesse sentido, mas é atrativo do ponto de vista financeiro. O clube tem direito a 100% da bilheteria dos jogos, além de ter uma participação progressiva nas receitas de aluguel para shows e eventos: atualmente está em 20% e aumenta 5% a cada cinco anos.

Desde a inauguração do Allianz Parque, o Palmeiras já teve de sair da sua Arena em 26 partidas. O retrospecto é bom, com 19 vitórias, quatro derrotas e três empates, mas o time alviverde foi eliminado da Libertadores do ano passado pelo Grêmio no Pacaembu —os gaúchos fizeram 2 a 1, de virada. Na ocasião, o Allianz recebeu o show da dupla Sandy e Júnior.

O Palmeiras também teve de disputar outras três decisões longe de seu estádio, sempre no Pacaembu. Em duas oportunidades, venceu o Novorizontino, nas quartas de final do Estadual. Na semifinal do Paulista de 2018, perdeu para o Santos no tempo normal por 2 a 1, mas garantiu a vaga na decisão nos pênaltis.

O Pacaembu, aliás, foi escolhido pelo Palmeiras 24 vezes. Um jogo foi disputado em Araraquara, na Fonte Luminosa, contra o Cruzeiro, pelo Brasileirão 2016 (empate por 0 a 0). No ano passado, o clube escolheu o Brinco de Ouro, em Campinas, para o duelo com o Goiás, pelo Brasileiro (vitória por 5 a 1).

Vale lembrar que o Palmeiras atuou fora do Allianz duas vezes como mandante no começo desta temporada, diante de São Paulo e Oeste. O motivo, porém, foi a troca do gramado do estádio.

Em seu novo desafio como mandante mas longe de seu estádio, a equipe alviverde espera contar com o lateral-esquerdo Matías Viña, que se recupera de uma pancada no quadril sofrida no recente empate com o Goiás —caso fique fora, Diogo Barbosa será o substituto.

É certo que o capitão Felipe Melo, com lesão muscular na coxa, não estará em campo no Morumbi. Do outro lado, os desfalques seguirão

sendo Vladimir, Anderson Ceará e Uribe, vetados pelo departamento médico. O Santos espera ao menos ter a volta de Lucas Veríssimo.

PALMEIRAS

Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez, Diogo Barbosa (Matías Viña); Gabriel Menino, Patrick de Paula, Zé Rafael, Lucas Lima, Rony; Luiz Adriano. T.: Vanderlei Luxemburgo

SANTOS

João Paulo; Pará, Lucas Veríssimo (Alison), Luan Peres, Felipe Jonatan; Alison (Jobson), Carlos Sanchez, Diego Pituca; Marinho, Kaio Jorge, Soteldo. T.: Cuca

Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)

Horário: 16h deste domingo (23)

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)

Transmissão: TV Globo (p/ SP, PR, BA, MS, CE, AL E SE) e Premiere

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Esportes