CBF reconhece assédio e aumenta punição de Rogério Caboclo em mais 6 meses

Por Portal do Holanda

21/09/2021 9h27 — em Esportes

Rogério Caboclo teria assediado outros funcionários também Foto: Divulgação

A Comissão de Ética da CBF voltou atrás e reconheceu que Rogério Caboclo, presidente afastado do órgão, cometeu assédio sexual e moral contra uma das funcionárias da casa.

Por conta disso, a Comissão decidiu aumentar a punição de Caboclo em mais seis meses, totalizando 21 meses de afastamento do cargo.

A princípio, a entidade havia classificado apenas como “conduta inapropriada”, os atos de Rogério, divulgados em áudios para a Justiça e para toda a imprensa nacional.

Desde que o caso ganhou repercussão, outros três funcionários da CBF denunciaram o presidente pela mesma situação. Segundo a CNN, uma das vítimas é um homem. 

Caboclo nega as acusações e diz que tudo não passa de um plano de adversários para retirá-lo do cargo.

 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Esportes