Compartilhe este texto

Vila Mariana, Moema e Pinheiros são os bairros preferidos para compra de imóveis na capital

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

16/01/2022 16h03 — em
Economia



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O requisito mais valorizado por potenciais compradores de imóveis em 2021 foi a localização da casa ou do apartamento, segundo levantamento da startup imobiliária Apê11.

A base de dados da empresa registrou, no ano passado, 5 milhões de usuários. Entre os que usaram o site para pesquisar imóveis disponíveis para a venda, 49,98% usaram o filtro de localização para refinar a busca, e 81,66% selecionaram os bairros onde gostariam de investir.

As regiões preferidas são, de acordo com a Apê11, Vila Mariana, Moema, Pinheiros, Perdizes, Bela Vista, Ipiranga e Brooklin.

"Esses resultados podem ser vistos como previsões no mercado de compra e venda de imóveis residenciais. Eles se mostraram consistentes na relação entre o que os clientes buscam e o que as empresas estão entregando no setor primário, de imóveis novos", diz Leonardo Azevedo, cofundador da startup.

O levantamento da Apê11 também apontou que os imóveis de dois e três dormitórios foram os mais procurados por quem busca imóvel em São Paulo –eles eram a preferência de 48% dos compradores.

Segundo a pesquisa, os apartamentos de dois quartos tinham área útil mediana de 64m². Entre os imóveis com três dormitórios, era de 116m², e de 37m² nos estúdios e apartamentos com apenas um quarto.

A demanda maior por unidades residenciais com dois e três quartos destoa do que foi colocado no mercado imobiliário em 2021. De acordo com a startup, estúdios e apartamentos com um dormitório responderam por 63,57% do total de lançamentos, e eles tinham, em média 30m².


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Economia

+ Economia