'Canguru brasileiro' foi primeiro bicampeão olímpico

Por Portal do Holanda

20/07/2021 15h43 — em Curiosidades

Foto: Divulgação / Arquivo nacional

O primeiro atleta sul-americano bicampeão olímpico foi o brasileiro Adhemar Ferreira da Silva, recordista mundial do salto triplo cinco vezes e o primeiro a quebrar a barreira dos 16m desse salto e era chamado de “Canguru brasileiro”.

Paulista nascido em 29 de setembro de 1927 e falecido em 12 de janeiro de 2001, Adhemar fez história em duas olimpíadas, a de Helsinque, em 1952, e na de Melbourne, em 1956.

Em Helsinque, na Finlândia, entrou na pista para disputar o salto triplo, sem imaginar que bateria o recorde mundial, na época de 16 metros, feito repetido por ele quatro vezes.

Na mesma tarde, Adhemar saltou 16,05 m, 16,09 m, 16,12 m e 16,22 m e para agradecer os aplausos, fez nada menos que uma “volta olímpica” correndo os 400m da pista atlética, sendo ovacionado pelo público.

Antes da competição, havia pedido à cozinheira finlandesa, de quem se tornara conhecido, um prato especial para sua volta: bife com salada. No jantar, Adhemar encontrou o prato e um bolo com a inscrição “16,22”.

CONQUISTAS

Depois das medalhas de ouro no salto triplo em Helsinque, em 1956, também ganhou medalhas com recorde nas Olimpíadas de Melbourne, na Austrália, onde Adhemar recebeu o apelido de ‘Canguru Brasileiro’.

Nesse país, dois dias antes da prova, foi acometido de uma intensa dor de dente que parecia ameaçar o desempenho dele que, no entanto, foi ao dentista e resolveu o problema.

No duelo travado com o islandês Vilhjálmur Einarsson, Adhemar consagrou-se campeão e também até então o único bicampeão brasileiro olímpico, com a marca de 16,35 metros. Somente 48 anos depois, o recorde dele de bicampeão olímpico foi igualado pelos iatistas Robert Scheidt, Torben  Grael, Marcelo Ferreira e pelos jogadores de voleibol Giovanni e Maurício, todos bicampeões olímpicos em Atenas 2004.

Adhemar também foi tricampeão nos Jogos Pan-Americanos de Buenos Aires, em 1951 e Cidade do México, em 1955 e superando pela segunda vez o recorde mundial em Chicago em 1959.

Em janeiro deste ano de 2021, o atleta Hugues Fabrice Zango, do país Burkina Faso, da África Ocidental, estabeleceu um recorde mundial ao alcançar a melhor marca na prova de salto triplo indoor, alcançando 18,07 metros, em evento de atletismo em Aubiere, na França.

IMORTALIZADO

Adhemar foi imortalizado no Hall da Fama do Atletismo internacional, em 2012, tornando-se o único brasileiro a representar o país no salão da Federação Internacional de Atletismo (IAAF), criado como parte das celebrações pelo centenário da instituição.

Em uma entrevista citada pelo site Wikipédia e Agência Brasil, ao ser indagado sobre os motivos que o levaram a tornar-se atleta, a resposta de Adhemar pareceu simples: “achei a palavra atleta bonita e decidi que seria um”, disse ele, que, no entanto, expandiu a valorização do atletismo tornando-se um dos maiores atletas brasileiros e mundiais de todos os tempos. 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Curiosidades