Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata

Por Portal do Holanda

17/11/2014 13h37 — em Amazonas

Diagnóstico precoce pode aumentar as chances de cura da doença

O diagnóstico precoce do câncer de próstata pode garantir até 90% de chances de cura da doença durante o tratamento, apontam especialistas da área de urologia. O tema ganha força, nesta segunda-feira, 17 de novembro, quando é comemorado o 'Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata ', tipo da doença mais prevalente entre os homens no Amazonas e o segundo a nível de Brasil, perdendo apenas paca o câncer de pele não melanoma. Mais comum em homens na terceira idade, a doença pode ser descoberta durante o exame de toque retal, procedimento indolor, mas que ainda esbarra na resistência de parte da classe masculina.

Segundo o diretor-presidente da Fundação Centro de Oncologia do Estado do Amazonas, órgão vinculado à Secretaria de Estado da Saúde, Edson de Oliveira Andrade, a estatística mais recente da unidade, que é considerada referência no tratamento do câncer em toda a Amazônia Ocidental, aponta um ligeiro aumento de 3,7% no número de casos, passando de 108 para 112 diagnósticos confirmados no âmbito hospitalar, de janeiro a setembro de 2013, na comparação a igual período deste ano. O número de novos inscritos, de acordo com o diretor-presidente, pode ser até 30% maior, uma vez que muitos pacientes dão entrada já com o diagnóstico, aptos a iniciarem o tratamento.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer, vinculado ao Ministério da Saúde, o Estado, como um todo, deve registrar, até dezembro deste ano, 510 novos casos de câncer de próstata, o que se considerada a taxa bruta de incidência, chegará a 27,94 casos para cada 100 mil homens.

Ele destaca que, neste mês, órgãos públicos e privados uniram forças pela conscientização sobre a importância da prevenção e o diagnóstico precoce, a partir do movimento Novembro Azul que, embora recente na agenda estadual, vem ganhando força com o passar dos anos. “Consultas e exames gratuitos oferecidos por órgãos públicos são importantes neste período, além da utilização da cor azul em ambientes de grande acesso, palestras e outras ações. Contudo, a classe masculina também tem que buscar a prevenção durante o restante do ano, fazendo com que ela se torne uma rotina”, destacou.

Como o câncer acontece?

A próstata é uma glândula localizada abaixo da bexiga e à frente do reto, responsável por produzir parte do sêmen. No caso deste órgão, explica o chefe do Serviço de Urologia da FCecon, Dr. Giuseppe Figliuolo, o câncer ocorre quando há o crescimento de massa tumoral nesta área, que pode levar até 15 anos para chegar a 1 centímetro. Ele destaca que o desenvolvimento da doença é lento e, na maioria dos casos, ocorre em homens com mais de 65 anos. “No âmbito nacional, cerca de 68,8 mil homens devem ser diagnosticados com o câncer de próstata e, ao longo da vida, 1 em cada 6 homens desenvolverá a doença”, comentou Figliuolo.

Segundo o urologista, o exame de toque retal é primordial para a descoberta da doença ainda na fase inicial. Ele é indicado para homens com 45 anos ou mais. No caso de histórico na família – quando pais e irmãos já tiveram a doença -, o teste deve ser feito a partir de 40 anos, por conta do fator hereditário. Também é indicada a realização do exame de sangue para a dosagem do PSA, o qual pode apontar alterações hormonais que podem ser um indício da doença.

Mesmo com a ampliação das campanhas de orientação e a disseminação de informações como esta, Figliuolo explica que grande parte dos homens ainda apresenta resistência ao exame de toque. Ele alerta, contudo, que deixar de realizá-lo no tempo certo pode levar a um diagnóstico tardio e, consequentemente, à evolução de um tumor mais invasivo, que reduz não só as chances de cura, mas também eleva os riscos de sequelas como a impotência sexual.

“Quanto maior o tumor, mais complexa é a cirurgia. Mas na fase precoce, o procedimento cirúrgico é menos agressivo, e o nervo responsável pela função erétil, acaba sendo preservado, sem prejuízos ao paciente”, relatou o especialista, completando que o tratamento também pode ser associado, utilizando, por exemplo, a radioterapia.

Sobre a prevenção, o médico destaca que a adoção de hábitos saudáveis, que evitam vários tipos de doença, como as cardiovasculares, também se aplicam ao câncer. Entre eles, estão a redução do consumo de carne vermelha, a manutenção de uma alimentação rica em licopeno (presente, por exemplo, no extrato de tomate) e a prática de exercícios físicos com frequência. O consumo de cigarro e bebidas alcoólicas em excesso são alguns dos vilões que devem ser evitados e que contribuem, não só para o aparecimento do câncer de próstata, mas de outras neoplasias malignas.

Sintomas

Quando na fase inicial, o câncer de próstata é assintomático. Já em outros estágios, alguns sintomas pedem atenção redobrada e podem indicar a presença da doença ou outras anormalidades. São eles: fluxo urinário fraco ou interrompido, micção frequente, impotência, sangue no líquido seminal, dor ou odor na hora de urinar, perda de controle da bexiga ou intestino devido a pressão do tumor sobre a medula espinhal.